terça, 30 de novembro de 2021
Fundos

Fatia de ações nos fundos de investimento é a maior desde 2012

19 julho 2019 - 12h23Por Angelo Pavini
No mês de junho, havia R$ 357 bilhões investidos em ativos de renda variável nas carteiras dos fundos de investimentos, segundo levantamento da Economatica. É o maior valor nominal de aplicação desde 2012, quando a Economatica começou o levantamento.
Os números confirmam o aumento da procura por ações por parte dos investidores neste ano, e que aparece também nas estatísticas da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Neste ano, os fundos de ações lideram a captação líquida entre as categorias de fundos.

O volume aplicado em renda variável pelos fundos representa somente 7,58% do patrimônio total do setor, mas é o melhor percentual desde agosto de 2014. O percentual ainda está longe, porém, dos 10,07% de dezembro de 2012, como mostra o gráfico abaixo.
Os dados mostram que a preferência dos investidores segue com a renda fixa, especialmente com títulos do governo federal.
Para o cálculo da posição em renda variável a Economatica considerou a posição Gross (long + posição doada + posição alugada).
Quantidade de empresas
Já o valor de mercado da bolsa brasileira, soma de todas as ações em circulação, ultrapassou os R$ 4 trilhões no mês de julho de 2019 e bateu recorde histórico, segundo a Economatica.

No mês de junho a indústria de fundos tinha R$ 4,7 trilhões, segundo dados da Economatica.

Atualmente, o patrimônio da indústria de fundos ainda é 17,76% superior ao valor de mercado das empresas da bolsa.

O valor da bolsa superou o dos fundos de dezembro de 2012 até maio de 2013. Depois, essa situação só voltou a ocorrer duas vezes, como mostra o gráfico abaixo.
Quantidade de empresas

O post Fatia de ações nos fundos de investimento é a maior desde 2012 apareceu primeiro em Arena do Pavini.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content