Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
brasil

Brasil vai deixar de crescer na base de esteroides, diz gestor do Fundo Verde

08 julho 2019 - 15h08Por Investing.com
O Brasil está em momento inédito e oportuno para atingir níveis sustentados de crescimento e interromper o famigerado voo da galinha, avalia um dos mais renomados gestores de fundos no Brasil, Luis Stuhlberger, do Fundo Verde. “Temos duas novidades muito importantes no Brasil: a reforma da Previdência e os juros em nível historicamente baixos. Por muito tempo, tivemos um crescimento a base de esteroides e agora, finalmente, devemos passar a crescer com nossas próprias forças”, declarou o gestor durante a Expert XP 2019. O evento foi realizado pela XP Investimentos e conta com o patrocínio da Investing.com entre 4 e 6 de julho. O crescimento anabolizado, explicou Stuhlberger, ocorria em função do elevado gasto estatal na demanda por obras em infraestrutura, porém o teto de gastos aprovado na gestão do ex-presidente Michel Temer impede crescimento real destas despesas pelos próximos anos. Diante do quadro, a avaliação do gestor é de que é momento de dar mais espaço para incentivar o mercado de capitais. “É preciso recomeçar e tem alguns motes e drivers muito relevantes para isso. Um deles é o mercado de capitais, trocar o BNDES pelo mercado e ter um juro menor de 10%”, comentou, citando a inclinação da curva de juros e o potencial de atração de investimentos por causa disso.

A única razão para poupar dinheiro é investi-lo. Clique aqui e abra a sua conta na Órama!

“A curva está inclinada e existe um desejo muito grande de pessoas físicas em investir. Caso contrário, terão que se contentar com uma Selic perto de 5,0%, com a aprovação da Previdência”, disse. Em relação à reforma da Previdência, Stuhlberger se declarou “inacreditavelmente surpreso” com o texto que foi aprovado na comissão especial e vai a plenário nas próximas semanas. “O Brasil tem, no mínimo, 20 anos de atraso nas regras previdenciárias. Talvez, sejamos o pior país do mundo, no sentido de muitos benefícios e idade baixa para muitas pessoas”, lembrou. “A economia pode chegar a quase R$ 1 trilhão. Não gosto de falar antecipadamente, já que a reforma ainda não aconteceu. Assumindo que a reforma saia como está, estamos extremamente otimistas, dado que será algo de uma magnitude muito acima do que se esperava”, ponderou o gestor do Verde. “Quando houve a denúncia da JBS (JBSS3) lá em 2017, a reforma que era viável era muito menor do que a discutida atualmente.”
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: