segunda, 06 de dezembro de 2021
enel americas

Em período de aversão a riscos, BTG vê Enel como boa alternativa

27 fevereiro 2020 - 13h51Por Redação SpaceMoney
A Enel Americas superou expectativas com a divulgação dos resultados do quarto trimestre de 2019 e é recomendada para compra em relatório do BTG Pactual publicado nesta quinta-feira (27). O banco estipula preço-alvo de US$11,93. O BTG consta que foi um trimestre “silencioso, mas sólido” para a Enel Americas. O highlight do período se deve ao ganho tributário de US$ 553 mi com a incorporação da Enel Sudeste no Brasil. A companhia de energia obteve 100% de participação da  AES Eletropaulo no ano passado.  Os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBTIDA) de US$1,023 milhões representam um aumento de 4% em relação ao mesmo período em 2018. Já o lucro líquido ajustado chegou a US$ 239 mi, apesar da queda de 19% em comparação ao mesmo trimestre do ano anterior. Mesmo assim, ambos os resultados foram além das previsões do BTG. O destaque negativo ficou por conta de uma redução de recebíveis da Enel por parte do estado de Goiás. Com uma mudança de lei, a companhia italiana teria prejuízo de US$111 milhões. No entanto, a Enel está contestando a regra na Justiça e pode ter sucesso na empreitada judicial, aponta o BTG. A preocupação dos analistas se firma sobre a desvalorização do câmbio nos países latino americanos onde a Enel opera. No Brasil, o real vem perdendo valor e renovou recorde no fechamento, a R$ 4,44, na última quarta-feira (26) com a confirmação do primeiro caso de coronavírus. Porém, o BTG prevê um cenário positivo para as ações enquanto a companhia superar metas, pelo menos. 
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content