Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
eletrobras privatização

Eletrobras sobe 3% com governo perto de acordo para avançar com privatização

25 agosto 2020 - 15h39Por Investing.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com - Depois de dois dias de forte valorização, as ações da Eletrobras (SA:ELET3) passam a operam com ganhos nesta terça-feira com notícias de que o governo federal está perto de conseguir avançar com o projeto privatização da estatal no Congresso. As declarações foram dadas pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM), que participou de reuniões com os ministérios da Economia e de Minas e Energia sobre o tema na véspera.

Por volta das 15h34, os ativos da Eletrobras tinham ganhos de 3,48% a R$ 38,69. O Ibovespa, por sua vez, caía 0,48%, aos 101.810 pontos.

A afirmação do senador vem após a Reuters publicar na segunda-feira, com informação de fontes, que o governo tem negociado um acordo para que a tramitação da proposta sobre a Eletrobras comece no Senado, sob relatoria de Braga, ao invés de ser deliberada antes pela Câmara dos Deputados.

“O que posso dizer é que aquilo que estava paralisado ao longo do ano de 2019, paralisado no ano de 2020, parece que começa a se esboçar uma construção. Agora, quem vai definir isso não sou eu, não tenho esse condão”, disse Braga, ao ser questionado sobre o movimento em conversa por videoconferência com jornalistas.

Ele afirmou que um acordo final sobre o tema depende de um aval do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que é também o chefe do Congresso Nacional.

Braga acrescentou, no entanto, que não acredita em resistência de senadores à proposta caso algumas demandas em relação ao projeto de desestatização sejam atendidas, como a previsão de que a operação gere recursos para investimentos na região Norte.

“Na hora em que você equaciona isso... os senadores deixam de ser contra, ninguém é contra por ser contra”, afirmou.

O senador, que foi ministro de Minas e Energia durante o governo da ex-presidente Dilma Roussef, tem sugerido ainda ampliar a destinação de recursos gerados com a privatização para um fundo do setor elétrico com o objetivo de aliviar encargos cobrados nas tarifas.

“O que estamos propondo é criar um mecanismo que vai ter recursos, que vai ter investimento, vai baixar tarifa... e vai gerar de 15 bilhões a 20 bilhões de reais para o Tesouro Nacional”, disse Braga, sobre sua proposta para a privatização da Eletrobras.

Ele sugeriu ainda que o projeto seja alterado para permitir à Eletrobras renovar em meio à desestatização o contrato também da hidrelétrica de Tucuruí, a maior operada apenas pela estatal.

A inclusão de Tucuruí no projeto geraria recursos suficientes para garantir verbas para a região Norte e para baixar tarifas sem prejudicar a Eletrobras e nem a arrecadação do Tesouro com a operação, acrescentou Braga.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: