terça, 30 de novembro de 2021

Elétricas têm perdas; Aneel aprova financiamento bilionário da Conta-Covid

24 junho 2020 - 16h36Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - As ações da Cemig (SA:CMIG4), assim como as demais distribuidoras, operam com perdas na parte da manhã desta quarta-feira, com a notícia de que as principais distribuidoras do país terão direito a financiamentos bilionários dentro da chamada Conta-Covid. A estatal mineira poderá tomar até R$ 1,78 bilhão, enquanto que a Enel (MI:ENEI) SP R$ 1,4 bilhão, conforme publicação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Assim, os ativos perdiam, por volta das 16h30, 3,42% a R$ 11,01. Também beneficiadas, as distribuidoras Light (SA:LIGT3) cedia 3,77% a R$ 16,07, com CPFL (SA:CPFE3) -2,75% a R$ 29,71 e a Copel (SA:CPLE6) recuava 1,34% a R$ 62,37. A diretoria da Aneel aprovou em reunião nesta terça-feira valores teto e condições para uma operação que envolverá a viabilização de empréstimos de cerca de 16 bilhões de reais a distribuidoras de eletricidade devido aos impactos financeiros do coronavírus sobre o segmento. Mas os valores de cada distribuidora foram definidos mais tarde. Quer operar no mercado de ações com rapidez e segurança? Fale com um especialista pelo whatsapp. A Light também terá direito a captar recursos bilionários, com um total de até cerca de 1,3 bilhão de reais, seguida pelas unidades da CPFL, com 892 milhões de reais (CPFL Paulista), CPFL Piratininga (275,5 milhões de reais), enquanto a paranaense Copel terá direito a 884,6 milhões de reais. Os empréstimos para as elétricas serão tomados por meio da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) para não impactar o endividamento das empresas, com possibilidade de posterior repasse dos custos de amortização às tarifas. A operação envolverá um grupo de bancos liderado pelo BNDES.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content