Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
spacenow

Dólar dispara, a R$ 5,49; mercado reage à possível saída de Moro e Ibovespa retorna aos 79 mil pontos

23 abril 2020 - 15h47Por Redação SpaceMoney

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, operava com perdas durante o pregão desta quinta-feira (23), após manter alta até o começo da tarde, seguindo os mercados internacionais. Por volta das 15h40, as perdas eram de 0,98%, aos 79.894,00 pontos. A virada é alinhada com as bolsas norte-americanas, que caíram com investidores se decepcionando com possível remédio para o novo coronavírus. Além disso, investidores reagiram mal à notícia de que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, teria pedido demissão nesta quinta-feira (23). O furo é do jornal Folha de S. Paulo, e nem o presidente Jair Bolsonaro nem o ministro se pronunciaram ainda.  O dólar comercial tinha valorização de 1,50%, cotado a R$ 5,490, atingindo novo recorde intradiário. O Banco Central anunciou leilão extraordinário de swaps para tentar conter a alta, que se intensificou após a autoridade monetária sinalizar mais quedas na taxa de juros. Veja os principais fatores que influenciam o mercado financeiro na sessão de hoje:

Mercados internacionais

No Japão, o Nikkei 225 fechou com alta de 1,52%, enquanto o Shangai Composite teve queda de 0,19%. Na Europa, DAX 30 avançava 0,95%, enquanto FTSE 100 subia 0,97%. CAC 40 ganhava 0,89%. Nos Estados Unidos, os Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq operavam com alta, com ganhos de 0,77%, 0,52% e 0,50%, respectivamente. Os índices norte-americanos reduziram ganhos após o mercado se decepcionar com a notícia de que o remédio Remdesivir falhou no teste contra o novo coronavírus.

Dados econômicos

Os PMIs da Zona do Euro atingiram sua mínima histórica na preliminar de abril, a 13,5. O número vem bem abaixo das expectativas do mercado, que estimava 26. Já os pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos, para a semana passada, vieram em linha com as projeções: 4,4 milhões de norte-americanos perderam seus empregos no período.

Coronavírus

No mundo, os casos do covid-19 somam mais de 2,6 milhões, com cerca de 180 mil mortos. No Brasil, as ocorrências beiram 47 mil, enquanto os óbitos chegam a quase 3 mil. O ministro da Saúde, Nelson Teich, anunciou ontem que um plano para saída do isolamento social deve ser apresentado na semana que vem. Ontem, o governador de São Paulo, João Doria, apresentou as etapas para relaxamento das medidas de distanciamento no estado que é epicentro da doença no país.

Sérgio Moro

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o "superministro" teria se demitido nesta tarde. Moro estaria descontente com a decisão do presidente Jair Bolsonaro em trocar a diretoria-geral da Polícia Federal, hoje comandada por Maurício Valeixo. O jornal afirma que Moro sairá com Valeixo, um de seus homens de confiança. Outros ministros do governo tentam reverter a decisão do comandante da pasta de Segurança. Até agora, não há confirmação oficial do Planalto.

Em Brasília

Dentro do arsenal de combate aos estragos econômicos da pandemia, o programa Pró-Brasil foi apresentado ontem. O pacote conta com R$ 30 bilhões de investimentos públicos e R$ 250 bilhões em concessões, mas sua implementação ainda não foi detalhada. No Senado, a ampliação de beneficiados pelo coronavoucher foi aprovada, mas o Ministério da Cidadania adiou a segunda parcela do auxílio, alegando falta de verba no momento.  Enquanto isso, a Câmara dos Deputados aprovou linha de crédito para micro e pequenos empresários, com a condição de manutenção de empregos.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: