terça, 30 de novembro de 2021
Ibovespa Dólar

Dólar chega a R$ 4,43; Ibovespa despenca com coronavírus no radar

26 fevereiro 2020 - 14h37Por Redação SpaceMoney

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, operava com forte queda nesta quarta-feira (26), seguindo os temores do exterior com a disseminação do coronavírus. Por volta das 14h35, as perdas eram de 5,07%, aos 107.920,81 pontos. O dólar comercial tinha valorização de 0,95% ante o Real e cotado a R$ 4,435. A divisa chegou a bater R$ 4,44 mesmo após anúncio de leilão extraordinário de swaps pelo Banco Central, na tentativa de conter a alta da moeda norte-americana. Na semana passada, a divisa bateu seu recorde nominal (descontado a inflação), atingindo R$ 4,393 no fechamento da última sexta-feira (21). Veja os principais fatores que influenciam o mercado financeiro na sessão de hoje:

Mercados internacionais

No Japão, o Nikkei fechou em queda, assim como a Bolsa de Xangai. Na Europa, DAX 30 e CAC 40 caíam, enquanto o FTSE 100 subia levemente. Em Nova York, os futuros operavam em campo positivo. Durante o fechamento da bolsa brasileira por conta do feriado, os mercados internacionais tiveram fortes quedas, em meio a preocupações com uma possível pandemia do coronavírus. O Índice da bolsa brasileira dolarizado (EWZ), em Nova York, acumulou queda de 6,3% durante os últimos dias.

Coronavírus

Foi confirmada nesta quarta-feira o primeiro caso de coronavírus no Brasil, em um homem de 61 anos que esteve na Itália. Durante o Carnaval no Brasil, a Itália registrou 11 óbitos pela doença. Ao redor do globo, mais de 80 mil casos de COVID-19 foram registrados, além de 2.700 mortes. Leia mais: Ministério da Saúde confirma primeiro caso de coronavírus no Brasil

Boletim Focus

Mais uma edição do Boletim Focus foi divulgada nesta quarta-feira. O levantamento, que reúne as estimativas do mercado para os principais indicadores econômicos, mostrou uma leve queda de expectativa para o PIB: 2,20% contra 2,23% na semana passada. Leia mais: Cai estimativa do mercado financeiro para inflação, diz Banco Central

Tensões entre os Poderes

No cenário interno, o presidente Jair Bolsonaro teria repassado, via Whatsapp, convites para a manifestação marcada para 15 de março, que pede fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal. O acontecimento renova as disputas entre Executivo e Legislativo, o que pode comprometer o andamento das reformas econômicas.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content