domingo, 28 de novembro de 2021

Destaques: tensão em Hong Kong e estabilização no petróleo

02 julho 2020 - 09h15Por Investing.com

Por Geoffrey Smith 

Investing.com - Há dois dados de empregos nos EUA hoje, com o relatório oficial do mercado de trabalho de junho (Payroll) e os números de reivindicações iniciais de seguro-desemprego da semana passada com divulgação às 9:30 (horário de Brasília). O aumento nas infecções por coronavírus nos EUA continua, com o país registrando um recorde de 52.000 novos casos na terça-feira. 

As ações dos EUA devem abrir em alta, já que os investidores aguardam a validação no Payroll do forte relatório de folhas de pagamento da ADP de ontem, enquanto houve o salto das bolsas em Hong Kong e na Rússia em reação a fatos políticos consumados. 

E os preços do petróleo estão mais altos em meio à confiança contínua na história de reequilíbrio do mercado global. 

Veja o que você precisa saber nos mercados financeiros na quinta-feira, 2 de julho.

1. Empregos, empregos, empregos ... e empregos

Se você gosta de dados sobre empregos, vai amar hoje. O Departamento do Trabalho dos EUA divulgará não apenas os números semanais de pedidos de seguro-desemprego nos EUA, mas também o relatório mensal de empregos de junho. Este último foi adiantado em um dia devido ao feriado de sexta-feira.

As informações mais atualizadas serão os números semanais, que devem mostrar uma queda ainda maior no número de pessoas que pedem benefícios de desemprego, passando de 1,48 milhão para 1,335 milhão. Espera-se que os pedidos contínuos, com um atraso de uma semana, caiam para 19 milhões.

Os dados mais completos, no entanto, serão os números mensais. Prevê-se que as folhas de pagamento não-agrícolas tenham aumentado em 3 milhões, mas o número pode ser visto no contexto de uma grande revisão do ganho de 2,509 milhões de maio.

2. Reabertura em espera enquanto casos de Covid-19 atingem novo recorde

Vale a pena notar que os dois conjuntos de dados de empregos correspondem a períodos anteriores ao aumento acelerado dos casos de Covid-19 em grande parte dos EUA. O país registrou um novo número diário de mais de 50.000 novas infecções na terça-feira, e as hospitalizações também estão em alta, especialmente na Califórnia e no Texas.

A Apple (NASDAQ:AAPL) voltou a fechar um quarto de suas lojas nos EUA, enquanto o McDonald's está pausando sua programação de reabertura, de acordo com um memorando interno obtido pelo Wall Street Journal.

Enquanto isso, o presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, emitiu um alerta severo sobre o que poderia acontecer se o país não controlasse o vírus.

"A doença ainda é capaz de nos surpreender", disse Bullard ao Financial Times. "Sem uma gestão de risco mais granular por parte da política de saúde, poderíamos ter uma onda de falências substanciais e [isso] poderia alimentar uma crise financeira".

3. Ações devem abrir moderadamente em altas; Tesla (NASDAQ:TSLA) ultrapassa a Toyota

Os mercados de ações dos EUA devem abrir em alta, já que a forte recuperação na pesquisa de folhas de pagamento privadas da ADP e no índice de atividade de gerentes de compras do Institute of Supply Management na quarta-feira superam as preocupações com o estado da emergência médica.

Às 8h37 (horário de Brasília), o contrato do Dow Jones 30 Futuros subia 263 pontos, ou 1%, enquanto o contrato de futuros do S&P 500 subia 0,8% e o Nasdaq 100 futuros aumentava 0,5%.

O Nasdaq Composite atingiu um novo recorde na quarta-feira, enquanto o Dow e o S&P mantiveram-se essencialmente em um padrão de retenção desde que a recuperação impulsionada pela liquidez atingiu o topo no início de junho.

O centro das atenções hoje será a Tesla, que superou a Exxon Mobil (NYSE:XOM) e a Toyota em valor de mercado nos últimos dias, embora produza apenas 4% do que a Toyota produz. As ações de varejo também estarão sensíveis a qualquer evidência adicional de atraso na reabertura ou de novos fechamentos.

4. Hong Kong e mercados russos ignoram preocupações políticas

As ações de Hong Kong (Hang Seng) subiam 3,7%, ignorando uma votação na Câmara para impor novas sanções a bancos que negociam com autoridades chinesas ligada a uma nova lei que efetivamente põe fim à autonomia da cidade.

O Reino Unido ofereceu um caminho para a cidadania de 3 milhões de residentes de Hong Kong, enquanto o primeiro-ministro australiano Scott Morrison disse que seu gabinete também considerará em breve propostas que oferecem 'refúgio' para os residentes de Hong Kong.

Enquanto isso, na Rússia, o índice de referência RTS avançava 2,7% e o rublo se fortalecia depois que os cidadãos votaram a favor das mudanças constitucionais que permitem ao presidente Vladimir Putin permanecer no poder até 2036.

5. Petróleo se estabiliza acima de US$ 40 com evidências de reequilíbrio

Os preços do petróleo se mantiveram acima de US$ 40 depois que os dados de estoque do governo dos EUA mostraram uma queda mais profunda do que o esperado nos estoques na semana passada.

Isso sugere que a queda na produção e a demanda crescente estão consumindo os estoques recordes criados durante o segundo trimestre a uma taxa mais rápida do que o esperado. Os preços caíram mais tarde, em meio a preocupações de que o aumento nos casos de Covid-19 pudesse prejudicar a reabertura da economia dos EUA.

Às 8h37, os contratos futuros de petróleo dos EUA subiam 0,7%, a US$ 40,12 por barril, enquanto o contrato futuro de referência internacional Brent subia 0,8%, a US$ 42,38 por barril.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content