terça, 17 de maio de 2022
Recomendações

CSN Mineração (CMIN3) tem plano de investimento focado no longo prazo, diz Goldman Sachs

Banco indica venda dos papéis da companhia, com preço-alvo em R$ 6,50

27 janeiro 2022 - 08h16Por Investing.com

Por Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - A CSN Mineração (CMIN3) deve apresentar um fluxo de caixa operacional sólido, com um investimento de longa duração por causa do seu capex em crescimento, aponta o Goldman Sachs (NYSE:GS) (GSGI34).

Porém, essa estratégia pode restringir os fluxos de investimentos nos próximos dois anos.

O banco estima que o rendimento operacional do FCF da empresa suba 14% em 2022 e 12% em 2023.

Porém, com o planejamento para a próxima década de um crescimento significativo da capacidade, o Goldman Sachs acredita que seja improvável que a maior parte do capex esteja madura nos próximos cinco anos.

Outro ponto a ser considerado, segundo o Goldman Sachs, é sobre as incertezas em relação aos preços do minério de ferro no longo prazo.

Para o banco, o mercado se sentiria mais confortável se a CSN Mineração distribuísse o caixa gerado nos próximos anos por meio de recompras ou dividendos.

Assim, o banco considera que a empresa terá retornos de caixa limitados e um valuation mais caro, o que faria uma companhia como a Vale (SA:VALE3) mais preferível que a CSN Mineração.

A indicação do Goldman Sachs é de venda para o papéis da CSN Mineração, com preço-alvo em R$ 6,50.

As ações fecharam o pregão de quarta-feira (26) com cotação de R$ 7,23.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content