Menu
Busca terça, 19 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Banco do Brasil

Cessão de carteira vencida de R$2,9 bi do BB para FIDC do BTG puxa alta das ações

02 julho 2020 - 13h05Por Investing.com

Por Gabriel Codas Investing.com - As ações do Banco do Brasil e do BTG Pactual operavam com ganhos acima do Ibovespa nesta quinta-feira na B3. O Banco do Brasil (SA:BBAS3) anunciou na quarta-feira que fez a cessão de uma carteira de créditos, a maioria em perdas, a um fundo de direitos creditórios administrado pelo BTG Pactual (SA:BPAC11). Os ganhos eram, respectivmente, de 0,73% a R$ 33,31 e de 2,76% a R$ 78,61, por volta das 13h00. O Ibovespa avançava 0,3% a 96.514 pontos, após ultrapassar os 97 mil pontos nos primeiros negócios da manhã. Em comunicado, o BB explicou que a carteira cedida tem valor contábil de 2,9 bilhões e o impacto financeiro da transação será de 371 milhões de reais, antes dos impostos, que serão lançados no terceiro trimestre. “Esta operação é o piloto de um modelo de negócios recorrente que o banco está desenvolvendo para dinamizar, ainda mais, a gestão do portfólio de crédito”, afirmou o BB. Captação No começo da semana, o BTG Pactual precificou a oferta de ações a R$ 74,40 e captou R$ 2,65 bilhões. A Reuters tinha noticiado na segunda-feira o preço fixado para a oferta, bem como o montante levantado pelo banco com a operação, citando fontes com conhecimento do assunto. O preço saiu com um pequeno desconto, em torno de 2%, em relação ao fechamento das units na segunda-feira, de 76 reais. O montante arrecadado pela instituição deve, em parte, devem ser destinados a acelerar o crescimento da área de varejo digital Até a véspera da oferta, as units acumulavam alta de 55,6% apenas em junho, contra elevação de 9,5% do Ibovespa, com o desempenho no terceiro trimestre somando 128,6% e zerando a queda no ano, que agora mostra variação positiva de 0,66%. A oferta inicial, de 28.500.000 ações, foi acrescida em 25% para atender excesso de demanda na operação, que tem como coordenadores o próprio BTG Pactual, além de Bradesco BBI, Itaú BBA e Santander Brasil (SA:SANB11). “O banco pretende utilizar os recursos líquidos provenientes da oferta para acelerar o crescimento de iniciativas estratégicas em nossa área de negócios de varejo digital e para manter fortes indicadores de capital”, afirmou o BTG. Após a operação, o novo capital social do banco passará a ser de 10,04 bilhões de reais, dividido em 1.756.433.722 de ações ordinárias, 606.916.910 de ações preferenciais classe A e 349.356.340 ações preferenciais classe B, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: