segunda, 29 de novembro de 2021
previdência

Captação da previdência privada cresce 46% em maio, mas cai 5,4% no ano

17 julho 2019 - 19h48Por Angelo Pavini
A captação líquida dos fundos de previdência privada aberta, os PGBL e VGBL, atingiu R$ 3,8 bilhões em maio, um crescimento de 45,9% em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo dados da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), entidade que representa 67 seguradoras e entidades abertas de previdência complementar no país. No acumulado do ano, porém, a captação caiu em relação ao ano passado, com R$ 15,5 bilhões, 5,4% menos que os R$ 16,3 bilhões do mesmo período do ano passado. As contribuições cresceram 19,8% em maio, para R$ 10,1 bilhões, enquanto os resgates aumentaram 7,9%, para R$ 6,3 bilhões, oque explica o aumento da captação no mês. Já no ano, as contribuições cresceram 3,7%, para R$ 45,7 bilhões, enquanto os resgates aumentaram 9%, para R$ 30,2 bilhões, reduzindo a captação líquida no período. Os planos de previdência privada aberta fecharam o mês de maio com R$ 873,1 bilhões em reservas, volume 11,0% superior registrado no mesmo período do ano anterior.

A única razão para poupar dinheiro é investi-lo. Clique aqui e abra sua conta na Órama

Multimercados ganham espaço na Previdência

Na análise por tipo de contratação de planos, a modalidade individual respondeu por R$ 40,1 bilhões das novas contribuições, os planos para menores por R$ 740 milhões, e os planos coletivos registram R$ 4,8 bilhões em novas contribuições. Em relação às famílias de produtos, segundo a FenaPrevi, o VGBL recebeu R$ 41,6 bilhões e o PGBL R$ 3,7 bilhões dos aportes. Já nos planos tradicionais, as contribuições foram de R$ 300 milhões.

Diversificação de portfólio

Segundo a FenaPrevi, os participantes estão se deslocando gradativamente para fundos multimercado em busca de maior rentabilidade. Até maio deste ano, 11,6% dos recursos foram alocados nesta modalidade.  O índice era de 10,2% em 2018; 8,1% em 2017; e 5,7% em 2016. “A trajetória de juros baixos tem exercido forte influência na estratégia de alocação das reservas dos planos de previdência privada pelos participantes, que estão buscando fundos de maior risco e rentabilidade”, avalia Jorge Nasser, presidente da FenaPrevi. Os dados da federação mostram que de janeiro a maio foram contabilizados 13,2 milhões de pessoas com planos de previdência, 100 mil a mais do que em dezembro de 2018. Do total, 10,1 milhões eram participantes com planos individuais e 3,1 milhões de planos coletivos (oferecidos em forma de benefícios aos colaboradores, e planos contratados por sindicatos e associações de classes para adesão de seus associados). O total de 13,1 milhões de participantes representa hoje 6,27% da população brasileira. O post Captação da previdência privada cresce 46% em maio, mas cai 5,4% no ano apareceu primeiro em Arena do Pavini.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content