terça, 30 de novembro de 2021
brf

BRF sobe 4% com autorização para exportação de carne suína para Myanmar

29 julho 2020 - 13h15Por Investing.com

BRF

Por Gabriel Codas, da Investing.com - Frigoríficos do Brasil ganharam autorização para exportar carne suína para Myanmar. O anúncio foi feito nesta terça-feira pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e pelo Ministério da Agricultura. Assim, a BRF (SA:BRFS3) deve ser uma das principais favorecidas com a habilitação, fazendo com que os papéis operem com importante valorização.

Por volta das 13h00, os ativos da BRF tinham ganhos de 4,04% a R$ 22,16, acima dos ganhos do Ibovespa hoje. O principal índice acionário brasileiro avançava 1,09% a 105.244 pontos.

Segundo a pasta, o governo brasileiro recebeu o comunicado das autoridades sanitárias de Myanmar com o aceite da proposta de modelo de Certificado Sanitário Internacional (CSI) para respaldar as exportações brasileiras de carne suína e seus produtos para aquele mercado.

“(Sendo assim) todos os estabelecimentos brasileiros registrados no Mapa, no âmbito do Serviço de Inspeção Federal (SIF), estão considerados aptos a exportar carne e produtos cárneos de suínos para Myanmar”, afirmou a pasta.

MYANMAR

O presidente da ABPA, Francisco Turra, ressaltou em comunicado que Myanmar é uma das nações da Ásia que tem sofrido com perdas geradas pela peste suína africana. Assim, tem visto impactos diretos na oferta local de proteína animal.

“O Brasil já é parceiro do país asiático para o abastecimento de carne de frango. Neste contexto, consolida agora sua posição também no setor de suínos”, disse o executivo.

Com 53 milhões habitantes, a população de Myanmar tem consumo per capita médio de 17,5 quilos anuais de carne suína, informou a ABPA.

A BRF informou que já embarca frango para o Myanmar e vê com otimismo a abertura para o segmento de suínos.

“Houve um aumento do consumo de proteína no sudeste asiático por conta do crescimento econômico. Além disso, houve o impacto da peste suína africana nos rebanhos locais. Ou seja, trata-se de uma oportunidade interessante para a BRF nesta região asiática.”

Na mesma linha, a cooperativa Aurora Alimentos, uma das principais exportadoras de suínos do país, disse que vai se apresentar ao ministério como interessada em acessar o Myanmar.

“A Aurora deve participar, sim, desse novo mercado”, estimou.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content