Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Braskem

Braskem avança com justificativa sobre impacto relativo a possível vazamento na BA

30 setembro 2020 - 12h22Por Investing.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com - Em documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Braskem (SA:BRKM5) apresentou justificativa a uma nota divulgada no blog do jornalista Lauro Jardim, que informava sobre a contaminação do solo em uma fábrica de solventes na cidade de Madre de Deus (BA).

Por volta das 12h20, as ações da petroquímica tinham ganhos de 2,20% a R$ 20,48. O desempenho era superior à alta do Ibovespa, que avançava 1% a 94.769 pontos.

A companhia esclarece que há mais de 30 anos ocorreu um vazamento de produtos químicos de um tanque instalado no terreno da empresa Companhia Carbonos Coloidais (CCC), localizado na cidade de Madre de Deus, na Bahia.

Tais produtos eram de propriedade da empresa Tecnor Tecnolumen Química do Nordeste e podem ter sido adquiridos de produtores nacionais à época, dentre eles a Companhia Petroquímica de Camaçari, empresa posteriormente incorporada pela Braskem. A alegação é que tanto a CCC, quanto a Tecnor são empresas que nunca possuíram qualquer relação societária com a Braskem e não têm mais nenhuma atividade operacional.

Adicionalmente, a companhia esclarece que não tem e nunca teve operação industrial no Município de Madre de Deus, na Bahia. Nesse sentido e em função da experiência na indústria química e petroquímica e respectivos produtos, as autoridades solicitaram a colaboração da Braskem para análise, estudos e remediação ambiental, com acompanhamento pelas autoridades locais, o que vem acontecendo desde 2003, não estando relacionada com a eventual venda da companhia.

Para as ações de remediação, companhia estima o valor de aproximadamente R$ 110 milhões, que já foram parcialmente provisionados.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: