domingo, 28 de novembro de 2021
brasil

BB-BI vê siderúrgicas impactadas por demanda e custos no 2º tri

12 julho 2019 - 13h08Por Investing.com
O Banco do Brasil Investimentos (BB-BI) avalia que o segundo trimestre para as siderúrgicas brasileiras deve ser muito semelhante ao dos primeiros três meses do ano, como reflexo de um cenário desafiador em termos de demanda e maior impacto de custos. As informações constam de relatório divulgado pelo banco nesta sexta-feira. O documento destaca que no primeiro trimestre algumas empresas do setor anunciaram aumento de preços de determinados produtos. Porém, com um ambiente mais difícil do que o esperado, o reajuste foi parcial sendo que, em alguns casos, nem chegou a acontecer. A nova tentativa deve vir em julho, dado o aumento no metal spread observado nas últimas semanas. Para o BB-BI, o sucesso do repasse dos novos preços vai depender do otimismo com relação aos impulsionadores da demanda e das expectativas para o fim do ano. Em relação aos custos, com os preços de minério de ferro voltando aos patamares acima dos US$ 100/t e os preços de outros insumos subindo, as pressões aumentaram.

Quer investir em ações? Abra uma conta na XP Investimentos: online, rápido e grátis.

Os analistas acreditam que com crescimento de receita limitado por menores volumes vendidos e preços estáveis, deve acontecer mais pressão nas margens, limitando os resultados das empresas no período. A temporada de resultados começa no dia 26, com os números da Usiminas (USIM5), com a CSN (CSNA3) divulgando seu resultado no dia 30 e a Gerdau (GGBR4) no dia 7 de agosto. Para a Usiminas, a aposta do BB-BI é de lucro líquido de R$ 127 milhões, contra R$ 76 milhões dos três primeiros meses do ano e de R$ 157 milhões do mesmo período de 2018. Os números representam alta de 66,2% na base trimestral e queda de 19,3% na anual. O Ebitda do período deve ficar em R$ 505 milhões, alta de 3,5% no trimestre e queda de 21,2% no ano. O rating para as ações é market perform, com preço-alvo de R$ 10,50, representando um upside de 10%. No caso da CSN, a projeção do banco é de lucro líquido de R$ 715 milhões, contra R$ 87 milhões dos três primeiros meses do ano e de R$ 1,190 bilhão do mesmo período de 2018. Os números representam alta de 723,8% na base trimestral e queda de 39,9% na anual. O Ebitda do período deve ficar em R$ 2,008 bilhões, alta de 16,5% no trimestre e de 41,4% no ano O rating para as ações é out perform, com preço-alvo de R$ 18,50, representando um upside de 7%. Já a expectativa para a Gerdau é de lucro líquido de R$ 581 milhões, contra R$ 453 milhões dos três primeiros meses do ano e de R$ 698 milhões do mesmo período de 2018. Os números representam alta de 28,3% na base trimestral e queda de 16,7% na anual. O Ebitda do período deve ficar em R$ 1,528 bilhão, queda de 1,5% no trimestre e de 13,0% no ano. O rating para as ações é out perform, com preço-alvo de R$ 21,00, representando um upside de 37%.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content