Menu
Busca sexta, 15 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
B2W aumento de capital

B2W avança mais de 3% com aprovação de aumento de capital de R$ 4 bilhões

22 julho 2020 - 13h44Por Investing.com
Por Gabriel Codas e Ana Julia Mezzadri - Investing.com - Com a aprovação do conselho de administração da B2W (SA:BTOW3) para aumento do capital de R$ 4 bilhões, para subscrição privada, a R$ 115,00 reais, quase sem desconto em relação à cotação do fechamento da véspera, de R$ 119,23, as ações da varejista operam com importante valorização na bolsa paulista. Por volta das 12h14, os ganhos eram de 3,71% a R$ 123,65, desempenho superior ao do Ibovespa hoje. O principal índice acionário brasileiro não tinha direção definida, oscilando entre alta e baixa. No momento da escrita, o índice recuava 0,31% a 103.981 pontos. De acordo com aviso a acionistas da empresa de comércio eletrônico, a operação permitirá a aceleração do plano estratégico de crescimento, incluindo eventuais aquisições estratégicas, mantendo o compromisso de geração de caixa. O aumento prevê a emissão de 34.782.609 novas ações ordinárias e os acionistas terão o direito de exercer a preferência na subscrição das novas ações emitidas, na proporção de suas participações no dia 24 de julho. O acionista titular de 1 ação de emissão da B2W no dia 24 de julho de 2020, terá o direito de subscrever 0,06628977891 (6,628977891%) ação no âmbito do aumento de capital. O percentual de diluição para os acionistas que não subscreverem nenhuma ação será de 6,216863391%. A Lojas Americanas (SA:LAME4), acionista controladora, comprometeu-se a exercer o direito de preferência para a subscrição das ações na proporção da sua participação, bem como subscrever um eventual saldo de ações não subscritas. No último dia 14, a Lojas Americanas captou 7,87 bilhões de reais em oferta restrita de ações, com parte desses recursos prevista para capitalização da B2W. Visão dos analistas Para o BTG Pactual (SA:BPAC11), o aumento de capital deve acelerar o crescimento da B2W em categorias novas e pouco exploradas, tanto organicamente quanto por meio de fusões e aquisições. Assim, o banco reafirma em relatório distribuído hoje que vê a B2W como um dos players com maior potencial no e-commerce brasileiro, graças a uma combinação de bom mix de produtos, tráfego e foco em serviços. Além disso, o banco considera que a contínua integração com as Lojas Americanas deve impulsionar o tráfego e as vendas em lojas e oferecer novos pontos de contato para consumidores online. O BTG mantém recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 120,00.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: