Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
azul

Azul estaria próxima de acordo para rolagem de dívidas com credores, diz jornal

20 julho 2020 - 12h49Por Investing.com
Por Gabriel Codas, da Investing.com - A edição de domingo da Coluna do Broadcast, do jornal O Estado de S.Paulo, informou que a Azul (SA:AZUL4) está próxima de encontrar uma solução de mercado para superar a crise trazida pela pandemia do novo coronavírus, caminho que será distinto do traçado pela Latam e Gol (SA:GOLL4). A aérea ainda espera o prometido socorro do governo por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Por volta das 12h47, os papéis da Azul caíam de 0,73% a R$ 21,64, indo na contramão do Ibovespa hoje. O principal índice acionário brasileiro avançava 0,81%, a 103.717 pontos. A publicação destaca que a aérea deve seguir os passos da Latam Brasil e recorrer à Justiça americana para um processo de recuperação judicial, enquanto também negocia as dívidas com bancos credores. Outra possiblidade seria que o acordo de compartilhamento de rotas seja um primeiro passo para uma possível fusão com a Latam, caso as premissas assumidas de recuperação no setor de aviação não se concretizarem. A preocupação do mercado se voltou para a Azul a partir do momento que a Latam colocou suas operações no Brasil, Chile e EUA em recuperação judicial. A visão é que a aérea está desamparada financeiramente e precisaria de proteção contra os credores. A coluna informa que a Azul estaria perto de acertar com bancos brasileiros a rolagem de suas dívidas, com carência de 18 meses e outros 18 meses para o pagamento. Nessas negociações, estariam sendo desenhadas também as condições para a participação das instituições financeiras no programa de suporte do BNDES. A possibilidade da Azul recorrer à Justiça americana é vista como um dos facilitadores das negociações por aqui, uma vez que os credores não precisariam seguir ordens da Justiça dos EUA, ainda que não haja acordo para o reconhecimento da lei daquele país pelo Brasil.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: