Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Azul

Azul cai em dia negativo na bolsa; aérea teria demitido cerca de mil funcionários

07 julho 2020 - 11h28Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - Na parte da manhã desta terça-feira, as ações da Azul (SA:AZUL4) operam com perdas na bolsa paulista. Na noite de ontem, a Reuters divulgou notícia de que a aérea teria demitido cerca de mil funcionários, principalmente de tripulantes de voos, à medida que se ajusta aos efeitos devastadores da pandemia da Covid-19 sobre o setor aéreo. Por volta das 10h36, os papéis cediam 0,50% a R$ 21,94, performance que o Ibovespa hoje. O principal índice acionário brasileiro tinha leve recuo de 0,16% a 98.784 pontos. “É o número (de demissões) até o momento”, disse a fonte ligada à companhia, sob condição de anonimato. A medida segue-se à queda vertiginosa das viagens aéreas no Brasil e no mundo, como consequência das medidas de isolamento social adotadas para tentar conter o avanço da pandemia, que reduziram voos e decolagens quase a zero em março. Mesmo com a recuperação recente, o vice-presidente de Receitas da Azul, Abhi Shah, afirmou mais cedo nesta segunda-feira que a companhia poderá oferecer o equivalente a apenas 35% da malha pré-crise em agosto. Se confirmado o número, as demissões representariam pouco mais de 7% do quadro de funcionários da empresa, que era de 13.698 pessoas no fim de março, segundo dados do balanço do primeiro trimestre. Além das demissões, a Azul abriu um programa envolvendo demissão voluntária (PDV), aposentadoria antecipada e licença não remunerada que afirma ter tido adesão de mais de 2 mil tripulantes. Consultada, a Azul afirmou em nota que apesar dos “esforços para preservar o máximo de posições possível”, “parte de seus tripulantes está deixando a empresa nessa semana”, mas não comentou números de demissões. Afirmou ainda que todos os tripulantes que deixarem a empresa terão prioridade na recontratação “quando a companhia retomar seu crescimento”. No mês passado, a Gol (SA:GOLL4) anunciou acordo com pilotos e comissários para flexibilizar jornada e salários até 2021. A Latam, maior companhia aérea da América Latina, entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos no mês passado, excluindo Brasil, visando reestruturar 18 bilhões de dólares em dívidas.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: