terça, 07 de dezembro de 2021

Após balanços, BTG reduz preço-alvo de PagSeguro e mantém aposta em Stone

22 novembro 2019 - 12h54Por Investing.com
Investing.com - Com a recente divulgação dos resultados trimestrais das empresas de pagamento PagSeguro (NYSE:PAGS) e Stone (NASDAQ:STNE), ambas listas nos Estados Unidos, o BTG Pactual (BPAC11) divulgou relatório sobre as duas companhias. A equipe de analistas do banco decidiu pela redução do preço-alvo para o PagSeguro, de US$ 43,00 para US$ 36,00, mantendo a recomendação de compra para Stone, com preço-alvo em US$ 41,00. Em relação a PagSeguro (NYSE:PAGS), os analistas do banco destacam que o viés nas ações certamente melhorou, uma vez que é difícil acreditar que o caso de investimento tenha piorado depois de uma queda de mais de 30% nos últimos 45 dias. No entanto, eles destacam que falta para a retomada da confiança uma reunião com a alta administração e/ou obter mais detalhes sobre 2020. A equipe lembra aos investidores que as ações da PagSeguro (NYSE:PAGS) também caíram após algumas projeções mal comunicadas de 2019, mas se recuperaram depois que o mercado soube que estava relacionado ao PagBank. Assim, o BTG (SA:BPAC11) segue com classificação Neutra. No caso da Stone, a avaliação é que, no geral, foi um bom conjunto de resultados do terceiro trimestre, o que só deixou a equipe mais confiante no caso do investimento. As principais tendências e o lado qualitativo da história permanecem muito sólidos e, ao contrário do segundo trimestre, a dinâmica quantitativa ajudou no terceiro trimestre. Os analistas ressaltam que, embora as ações não sejam uma pechincha, tendo aumentado 86% desde o ano passado, acreditam que o impulso positivo deve continuar. Assim, reiteram Stone como a principal escolha em pagamentos.

Balanços

PagSeguro (NYSE:PAGS)

A empresa de meios de pagamento PagSeguro (NYSE:PAGS) divulgou na terça-feira alta de 48% no lucro líquido do terceiro trimestre sobre o mesmo período do ano passado, para 342,6 milhões de reais, com salto no número de clientes e no número de transações. A companhia encerrou setembro com 5 milhões de clientes ativos, um crescimento de 1,2 milhão nos últimos 12 meses. O volume total de pagamentos alcançou 29,4 bilhões de reais, uma expansão de 45% sobre o terceiro trimestre de 2018. A receita líquida de transações e outros serviços somou 1,4 bilhão de reais, 43,7% acima do obtido entre julho e setembro de 2018.

Stone

A processadora de pagamentos Stone anunciou nesta quinta-feira lucro líquido de 191,3 milhões de reais, expansão de 111,6% sobre o mesmo período do ano passado, com salto de receitas e clientes ativos. A companhia, rival de empresas como Cielo (CIEL3), Rede, PagSeguro (NYSE:PAGS) e Mercado Pago, apurou receita total de 671,1 milhões de reais, expansão de 62,1% sobre o mesmo período do ano passado. A base de clientes ativos subiu 82,8% na comparação anual, para 428,9 mil, com adição líquida de 68,7 mil entre julho e o fim de setembro.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content