Menu
Busca terça, 19 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ibovespa futuro

Após abrir em baixa, Ibovespa futuro tem alta com exterior; dólar cai

19 agosto 2020 - 09h36Por Investing.com

Por Gabriel Codas - Investing.com - Após iniciar a sessão em baixa, o índice futuro do Ibovespa opera com alta de 0,11% aos 102.220 pontos às 09h19. Já o dólar cede 0,16% a R$ 5,4580.

Os mercados no exterior têm uma leve valorização nesta quarta-feira com os investidores monitorando avanço do acordo entre democratas e republicanos no Congresso dos EUA para um novo pacote de estímulo fiscal para aliviar perdas econômicas durante a pandemia.

Os analistas analisam ainda o anúncio do presidente americano Donald Trump de suspender as conversas de seguimento da Fase I do acordo comercial com a China, trazendo de volta as incertezas referentes às relações das duas maiores economias do mundo, que ainda não conseguiram abalar o sentimento de otimismo cauteloso.

A questão fiscal brasileira ainda segue no radar dos investidores, com preocupação das discussões sobre uma eventual flexibilização dos gastos, remanejamento de recursos para financiar obras de infraestrutura e extensão do auxílio emergencial.

- Cenário Interno

Teto de gastos

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira que a proposta do governo de criar um novo programa de transferência de renda para substituir o Bolsa Família precisa respeitar o teto de gastos, e disse esperar que não sejam criados novos impostos como forma de gerar receita.

“Temos que ter responsabilidade de aguardar qual vai ser a proposta do governo e trabalhar com base no Orçamento primário, temos de dizer onde vamos cortar”, disse Maia em entrevista coletiva. “Nosso papel não é criar despesas e ver como paga depois.”

O deputado afirmou, ainda, que há “zero chance” de se criar alguma brecha no orçamento especialmente dedicado ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus para direcionar recursos para obras públicas.

Covid-19

O Brasil registrou nesta terça-feira 1.352 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de mortes pela doença no país a 109.888, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Segundo país mais afetado pelo coronavírus no mundo, atrás somente dos Estados Unidos, o Brasil também notificou 47.784 novos casos da doença, atingindo um total de 3.407.354 infecções confirmadas.

A contagem de óbitos desta terça é a mais elevada para um único dia desde 5 de agosto, quando o Brasil contabilizou 1.437 mortes. Por outro lado, o número de novos casos ficou abaixo do patamar de 50 mil infecções que vinha sendo verificado entre as terças e sextas-feiras.

O braço da Organização Mundial da Saúde (OMS) nas Américas destacou nesta terça que a região, impulsionada pelos números de Brasil e EUA, já registra quase 11,5 milhões de casos e mais de 400 mil óbitos por Covid-19 —o equivalente a 64% das mortes reportadas globalmente

- Cenário Externo

Acordo Comercial EUA e China

Nenhuma nova negociação comercial de alto nível foi programada entre os Estados Unidos e a China, mas os dois lados permanecem em contato sobre a implementação da Fase 1 de seu acordo, disse o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, a repórteres a bordo do avião presidencial norte-americano na terça-feira.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse a repórteres durante uma visita a Yuma, no Arizona, que adiou uma revisão marcada para 15 de agosto sobre o acordo comercial assinado com a China em janeiro devido à sua frustração diante da forma como Pequim lidou com a pandemia de coronavírus.

“Adiei as negociações com a China. Sabe por quê? Não quero lidar com eles agora”, disse Trump durante um briefing sobre a construção de um muro na fronteira com o México. “O que a China fez ao mundo não era nem mesmo imaginável. Eles poderiam ter parado (o vírus).”

Zona do euro

Os preços ao consumidor na zona do euro registraram ligeira alta em julho na comparação anual e o núcleo do índice saltou apesar das pressões deflacionárias em meio à crise econômica causada pela pandemia do coronavírus, mostraram números finais da agência de estatísticas da União Europeia nesta quarta-feira.

A Eurostat confirmou sua estimativa anterior de avanço de 0,4% na inflação anual em julho, após alta de 0,3% em junho.

A agência também deixou inalteradas suas estimativas anteriores, divulgadas em 31 de julho, sobre o núcleo da inflaçao, que exclui os preços mais voláteis.

Excluindo os preços de alimentos e energia, medida observada pelo Banco Central Europeu, a inflação foi de 1,3% em julho de 1,1% em junho, disse a Eurostat.

BOLSAS INTERNACIONAIS

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,26%, a 23.110 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,74%, a 25.178 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,24%, a 3.408 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,50%, a 4.740 pontos.

Os mercados europeus registram alta nesta terça-feira. Com isso, o DAX, de Frankfurt, tem ganhos de 0,27% aos 12.915 pontos, enquanto o FTSE, de Londres, soma 6.094 pontos. Já em  Paris, o CAC tem valorização de 0,16% aos 4.946 pontos

Em Nova York, o S&P 500 Futuros era negociado em alta de 3 pontos, ou 0,1%, o contrato Dow Futures subia 45 pontos, ou 0,2%, enquanto o Nasdaq 100 Futuros perdia 8 pontos, ou 0,1%.

COMMODITIES

A jornada desta terça-feira foi marcada por um movimento positivo para os preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade de Dalian, na China. O ativo com o maior volume de operações, com data de vencimento para setembro do presente calendário, somou 1,05% para 915,50 iuanes por tonelada, o que representa ganhos de 9,50 iuanes em relação aos 906,50 iuanes de liquidação da véspera.

Em sentido oposto, o fechamento da semana de negócios teve como principal característica as perdas nas cotações dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato com mais liquidez, com entrega para o mês de outubro deste ano, cedeu 44 iuanes para 3.794 iuanes por tonelada, enquanto que o de janeiro de 2021, somou 1 iuan para 3.772 iuanes para cada tonelada.

MERCADO CORPORATIVO

MRV

A MRV Engenharia (SA:MRVE3) informou que estuda a realização de uma eventual oferta pública de distribuição de ações ordinárias de emissão da sua subsidiária, Urba Desenvolvimento Urbano, que atua no setor de empreendimentos imobiliários com planejamento urbano e loteamentos de alta qualidade. No momento, acrescenta a construtora, estão sendo conduzidos "trabalhos preparatórios" para a oferta em conjunto com os bancos BTG Pactual (SA:BPAC11), Bradesco BBI, Itaú BBA e Santander Brasil (SA:SANB11).

Segundo a MRV, a potencial oferta "se insere no contexto de reforçar a expansão das atividades". Nesse contexto, os conselhos de administração de ambas aprovaram em reunião, realizada nesta terça-feira, 18, um acordo operacional para disciplinar a parceria, estabelecendo os princípios que deverão nortear seu relacionamento.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a MRV esclarece ainda que a realização da oferta está sujeita à aprovações societárias, condições políticas e macroeconômica favoráveis, incluindo em relação à volatilidade do mercado em decorrência da pandemia de covid-19, ao interesse de investidores nacionais e estrangeiros, dentre outros fatores.

Biodiesel

Em meio a uma disputa judicial do setor de biodiesel com a reguladora de mercado ANP sobre um leilão de compra do produto, alguns integrantes do segmento de combustível do Brasil estão pedindo uma abertura do mercado para permitir inclusive importações do biocombustível.

A Ipiranga, uma das maiores distribuidoras de combustíveis do Brasil, avalia que a discussão atual no setor de biodiesel, que acabou judicializada após uma alegada escassez de oferta de matéria-prima, demonstra uma “clara” necessidade de se reduzir e simplificar o volume de normas e regulamentações sobre biocombustíveis.

Para a Ipiranga, do grupo Ultra, as mudanças passariam, por exemplo, por uma revisão do modelo atual de leilões de biodiesel e pelo fim das restrições à importação do produto.

“Esses são aspectos que apenas dificultam o desenvolvimento dos biocombustíveis no Brasil, pois criam regras artificiais que limitam a atuação livre dos agentes no mercado”, afirmou a empresa em nota enviada à Reuters.

Já a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom) comentou em nota que, em um cenário de escassez de biodiesel no mercado nacional, a complementação do abastecimento poderia ser feita com a comercialização de produtos importados, se isso não fosse proibido.

Ultrapar (SA:UGPA3)

A Ultrapar anunciou nesta terça-feira a assinatura entre sócios de um novo acordo de acionistas, com a entrada da gestora de recursos Pátria Investimentos.

Segundo a companhia, o acordo vincula o voto de ações representativas de 34,17% do capital social, com o Pátria sendo detentor de 20% do capital. O acordo vale por cinco anos, com prazo prorrogável por igual período.

A companhia convocou assembleia de acionistas para 22 de setembro para votar proposta de eleição de Alexandre Saigh, sócio do Pátria, para o conselho de administração.

Energia Elétrica

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu em reunião nesta terça-feira rever um reajuste aprovado anteriormente para as tarifas da estatal Cemig (SA:CMIG4), responsável pelo fornecimento em Minas Gerais.

Com a decisão, que veio após recurso apresentado por políticos e pelo conselho de consumidores da empresa, fica invalidado o aumento médio de 4,27% nas contas de luz da companhia que havia sido definido em junho.

As tarifas da Cemig agora ficarão em média estáveis para os consumidores, enquanto clientes de baixa tensão, como residências, terão redução média de 0,82%, informou a Aneel em nota.

A Aneel disse que a redução dos impactos do reajuste deve-se à retirada dos cálculos de 714,3 milhões de reais referentes à inclusão do ICMS na base de cálculo do PIS/Pasep e Cofins, depois de decisão judicial que vetou essa forma de cobrança dos tributos.

AGENDA DE AUTORIDADES

- Jair Bolsonaro

O presidente da República começa o dia se reunindo com Rodrigo Maia, Presidente da Câmara dos Deputados. Ainda pela manhã, participa da cerimônia de Apresentação de Cartas Credenciais dos Novos Embaixadores.

Na parte da tarde, recebe o senador Fernando Bezerra Coelho, Líder do Governo no Senado e, em seguida com os ministros Braga Netto (Casa Civil) e Jorge Antonio de Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência). O dia termina com a solenidade de sanção de Medidas Provisórias de Facilitação de acesso ao Crédito.

- Paulo Guedes

- Videoconferência com o secretário especial da Receita Federal, José Tostes;

- Videoconferência com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco;

- Videoconferência com o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues;

- Solenidade de Sanção de Medidas Provisórias de Facilitação de Acesso ao Crédito com a Participação do Presidente da República, Jair Bolsonaro;

- Reunião com o deputado Ricardo Barros (PP-PR), líder do Governo na Câmara.

(Com contribuição de Reuters e Estadão Conteúdo)ABERTURA: Após abrir em baixa, Ibo

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: