terça, 30 de novembro de 2021
Vale XP BTG

Apesar do prejuízo, Vale conserva recomendações da XP e do BTG

21 fevereiro 2020 - 12h48Por Redação SpaceMoney
Em análises divulgadas nesta sexta-feira (21), a XP Investimentos e o BTG Pactual mantiveram suas recomendações de compra para a Vale. A mineradora reportou prejuízo de US$ 1,68 bilhão em 2019, uma queda de 124,5% em relação ao ano anterior. Com a tragédia de Brumadinho, em janeiro de 2019, esse é o pior resultado da Vale desde 2015, ano de outro desastre ambiental, em Mariana. O EBTIDA ajustado para o ano teve uma queda de 36,2% na comparação anual, atingindo US$ 10,585 bilhões em 2019. Já a receita líquida da empresa aumentou 2,7% em relação a 2018, alcançando US$ 37,570 bilhões.  Mesmo com o ano decepcionante, a XP classifica o 4º trimestre como sólido, com o EBTIDA do minério de ferro acima das projeções. A plataforma de investimentos também indica que possíveis dividendos devem ser o foco em 2020. Além disso, a possibilidade do fim dos processos judiciais pelo rompimento da barragem da Mina do Feijão no futuro próximo é vista com otimismo.  O BTG também acredita que a Vale está “no caminho para se tornar uma companhia mais sustentável, previsível e confiável”, considerando a “ótima” resposta da administração da mineradora ao acidente de Brumadinho. O banco também destaca os números fortes da divisão de minério de ferro da mineradora, que renderam EBTIDA de US$4,5 bilhões. Leia mais: Após Brumadinho, Vale fecha 2019 com prejuízo de US$ 1,6 bilhão Vale tem forte queda após resultado do 4ºtri frustrar consenso
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content