terça, 07 de dezembro de 2021
Suzano

Apesar de cenário negativo para setor, BTG mantém "compra" para Suzano

27 maio 2019 - 14h31Por Investing.com
Investing.com - Apesar das recentes e constantes quedas da Suzano (SA:SUZB3), o BTG Pactual (SA:BPAC11) manteve a recomendação de compra para o ativo, admitindo que a postura tem sido “dolorosa” e também reconhecendo erro nas estimativas do preço da celulose nos últimos meses. O preço-alvo para os próximos 12 meses é de R$ 58,00. Somente em maio, as ações acumulam queda de mais de 15%, depois de ter perdido 12,5% em abril. No acumulado do ano, o papel tem perdas acumuladas de 9,40%.

Quer investir em ações do BPAC11 ou da SUZB3 mas não sabe por onde? Abra uma conta na XP Investimentos e comece a investir!

Em relatório enviado a clientes nesta segunda-feira, os analistas entendem que o momento é ruim no curto prazo, com os preços passando por uma rápida reversão nos preços por conta da celulose e do maior custo marginal de produção. No entanto, a equipe avalia a queda é exagerada. O documento destaca que o momento para investir no setor é muito desafiador, com os preços da celulose em queda (podendo ir abaixo de US$ 100 por tonelada), fazendo com que muitos investidores e analistas se sintam perdidos. A fraca demanda de momento na China e a queda do preço da celulose coloca em risco a estratégia comercial da Suzano, alimentando preocupações com o resultado e também com alavancagem. Para os analistas do BTG, as ações da Suzano estão com preços baixos, queda de cerca de 20% somente no mês passado. Os preços de celulose na China estão perto de US $ 650/t e as expectativas são de que os preços caiam para US $ 600/t nos próximos dias. Dada a falta de atividade e de repovoamento na China, há um temor de que os preços rapidamente atinjam os custos marginais de produção do setor a US $ 530-550/t.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content