AçõesRecomendadas

Allos (ALSO3): Santander faz recomendação neutra e preço-alvo R$ 27,50, após venda parcial de ativo

Para a análise, a casa se baseia em um mapeamento de fluxo de caixa livre para a empresa, com um WACC de 11,5% em reais e um crescimento terminal nominal de 4,5%

Retomada das atividades econômicas pode dar fôlego aos FIIs -
Retomada das atividades econômicas pode dar fôlego aos FIIs -

Após o anúncio da Allos (ALSO3), ex-Aliansce Sonae, sobre o desinvestimento parcial de 20% de participação no Plaza Sul Shopping, em São Paulo, o Santander faz recomendação neutra com preço-alvo de R$ 27,50 neste ano.

Para o preço-alvo, a casa se baseia em uma análise de fluxo de caixa livre para a empresa, com um WACC de 11,5% em reais e um crescimento terminal nominal de 4,5%. 

Entre os riscos, o banco desenvolveu uma tese de investimento que inclui:

  • Taxa de desemprego mais alta do que o previsto, com vendas no varejo mais fracas e maiores taxas de vacância e inadimplência;

  • Aumentos imprevistos na taxa Selic, que poderiam acarretar em maiores despesas;

  • Concorrentes irracionais, com potencial de aumentara quantidade de ABL em cidades com excesso de oferta;

  • Potencial reforma fiscal que poderia impactar negativamente os impostos no sector;

  • Riscos de execução associados à integração da fusão.

Para Fanny Oreng, Antonio Castrucci, Matheus Meloni, analistas da casa, essa transação da Allos é cumulativa e reforça o descompasso entre o setor privado e o público de mercados.

“A operação é consistente com a estratégia da empresa de desinvestir R$ 1,2 bilhão em ativos ao longo dos próximos anos. Esta estratégia deverá permitir à Allos desalavancar o seu balanço, nas nossas estimativas”, comenta o trio.

Após a conclusão da transação, a Allos passará a deter 70% do Plaza Sul. O ativo é classificado como o 16º melhor ativo, com cerca de 50 ativos, em termos de produtividade de vendas, possui vendas anuais de R$ 20,9 mil ante um portfólio médio de R$ 19 mil.

O ativo é o 13º melhor em termos de produtividade de aluguel, com R$ 1,7 mil de aluguel anual/m2 contra média do portfólio de R$ 1,5 mil.

 

“Além disso, a transação parece assertiva de uma perspectiva múltipla, dado que, de acordo com nossas estimativas, Allos está sendo negociado atualmente a uma taxa máxima de 13,7% em 2023”, conclui o time.