Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile

AES Tietê sobe; BNDESPar contrata assessor para venda de fatia na elétrica

16 junho 2020 - 17h57Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - Com a notícia de que o BNDESPar, braço de participações do BNDES, contratou um assessor financeiro para buscar no mercado de capitais potenciais interessados na aquisição de sua participação acionária na elétrica AES Tietê, as ações da elétrica operam com valorização. Assim, por volta das 15h42, os ativos somavam 1,51% R$ 14,12. O movimento do banco estatal, dono de 28,4% da AES Tietê, vem após uma oferta hostil da Eneva (SA:ENEV3) para combinação de negócios com a empresa de energia, que é controlada pela norte-americana AES, ter sido rejeitada em abril. A proposta da Eneva, que tem como maiores acionistas o BTG Pactual (SA:BPAC11) e a Cambuhy Investimentos, envolveria pagamento total de 6,6 bilhões de reais aos atuais sócios da AES Tietê, sendo 2,75 bilhões de reais em dinheiro e o restante em ações. As avaliações sobre a possível venda da fatia do BNDESPar na AES Tietê serão agora conduzidas pela BR Partners, contratada após processo seletivo, disse o banco estatal em carta. A manifestação do BNDESPar veio após questionamentos da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na sequência de reportagem na imprensa sobre a contratação do assessor financeiro. O BNDES disse que os trabalhos da BR Partners incluirão uma avaliação econômica independente da AES Tietê e amplo estudo de potenciais estruturas de operações, “incluindo possibilidade de um M&A (fusões e aquisições, na sigla em inglês)”. A oferta da Eneva para combinação de negócios com a elétrica da AES no Brasil foi rejeitada pelo conselho de administração da empresa, que entendeu que o negócio subavaliava o valor da companhia e não se encaixaria em sua estratégia, que foca em renováveis. O BNDESPar chegou a defender que a proposta fosse levada para apreciação em assembleia de acionistas da AES Tietê, mas a Eneva decidiu encerrar as negociações em meio às polêmicas geradas em torno da potencial transação. O braço de participações do BNDES disse ainda que a contratação da consultoria não significa que já exista decisão sobre a venda das ações na AES Tietê. “A BNDESPar mantém a prerrogativa de aceitar ou rejeitar”, afirmou, sobre eventual proposta pelo ativo.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: