Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Empregos EUA

ADP: setor privado dos EUA cria 2,36 milhões de empregos em junho

01 julho 2020 - 10h51Por Investing.com

Por Noreen Burke

Investing.com - O setor privado dos EUA criou 2,36 milhões de empregos em junho, de acordo com um relatório do processador de folhas de pagamento, 0 ADP, enquanto as empresas reabriam após fechar em meados de março para desacelerar a propagação do coronavírus.

Analistas consultados pelo Investing.com esperavam que o setor privado tivesse criado 3 milhões de empregos no mês passado.

O número de maio foi revisado para mostrar ganhos de 3,06 milhões de empregos em relação ao declínio de 2,7 milhões relatado inicialmente.

"As contratações de pequenas empresas aumentaram no mês de junho", disse Ahu Yildirmaz, vice-presidente e co-chefe do ADP Research Institute. “À medida que a economia lentamente se recupera, estamos vendo uma recuperação significativa nos setores que já sofreram as maiores perdas de empregos. De fato, 70% dos empregos criados este mês foram nas indústrias de lazer e hotelaria, comércio e construção.”

Na terça-feira, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que, embora os recentes sinais de melhora, incluindo um ganho surpresa no emprego e um aumento recorde nas vendas no varejo no mês passado, sejam encorajadores, os danos causados ​​por paralisações econômicas forçadas para conter a propagação do vírus deixaram um buraco muito profundo para ser preenchido, especialmente em emprego.

Os números da ADP vêm antes do relatório de folha de pagamento não-agrícola do Departamento do Trabalho de junho na quinta-feira, que inclui empregos no setor público e no setor privado. Os dados de empregos do governo estão sendo divulgados um dia antes do normal por causa do feriado do Dia da Independência.

Espera-se que esse relatório mostre que a taxa de desemprego caiu para cerca de 12,3% no mês passado, ante 13,3% em maio, com a previsão de empregadores de criação de 3 milhões de empregos, mais do que os 2,5 milhões de maio. Embora esse seja um segundo mês de ganhos recordes, a tendência geral permanece incerta em meio a amplos problemas de coleta de dados.

Ao mesmo tempo, espera-se que o relatório semanal de pedidos de seguro-desemprego na quinta-feira mostre outra onda de novos pedidos.

Os pedidos semanais iniciais de seguro-desemprego ficaram em torno de 1,5 milhão, embora tenham caído da alta recorde de 6,86 milhões alcançada no final de março.

--Com contribuição da Reuters

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: