domingo, 28 de novembro de 2021
EUA

Ações - Wall Street cai à medida que os temores da guerra comercial aumentam

22 maio 2019 - 12h33Por Investing.com

Investing.com - Wall Street estava em queda na quarta-feira devido ao temor de uma possível escalada da guerra comercial entre os EUA e a China depois de relatos de que Washington poderia colocar na lista negra mais empresas chinesas.

O S&P 500 caía 9 pontos ou 0,3% às 10h44 enquanto o Dow caía 90 pontos ou 0,4% e o índice de tecnologia NASDAQ Composite perdia 22 pontos 0,3%. A notícia vem depois dos EUA aliviarem as restrições à gigante de tecnologia chinesa Huawei em resposta às preocupações de que a proibição de compra de produtos americanos poderia ter consequências negativas em todo o setor de tecnologia.

Quer investir mas não sabe por onde começar? Clique aqui para abrir uma conta na Órama e faça o seu dinheiro render!

O governo americano está analisando restrições semelhantes em outras empresas, incluindo a chinesa Hikvision, de acordo com a Bloomberg e o The New York Times. Os investidores estão preocupados que tal medida possa levar a mais retaliações da China. "O que os investidores estão considerando é o fato de que isso poderia ser outra retaliação", disse Kim Forrest, diretor de investimentos da Bokeh Capital Partners, em Pittsburgh. "As negociações foram mais um olho-por-olho do que uma conversa real." A Qualcomm (NASDAQ:QCOM) estava entre as mais atingidas após a abertura, caindo 9,6% depois que um juiz federal determinou que suas práticas de celular violavam as leis antitruste. A Tesla (NASDAQ:TSLA) caía 1,4%, enquanto a Intel (NASDAQ:INTC) caía 0,8% e a Micron (NASDAQ:MU) caía 1,1%. Enquanto isso, Facebook (NASDAQ:FB) subia 0,4%, enquanto a Coca-Cola (NYSE:KO) ganhava 0,7% e a Netflix (NASDAQ:NFLX) até 2,9%. Os varejistas estavam em foco após resultados contraditórios. A Lowe's (NYSE:LOW) caía 9,9% depois de reduzir sua previsão anual, enquanto a Target (NYSE:TGT) cresceu 7,4% após os dados do primeiro trimestre . O Federal Reserve irá divulgar as atas da mais recente reunião de política monetária de 1º de maio às 15h00. Com relação a commodities, contratos futuros de ouro avançavam 0,1%, para US$ 1.274,75 por onça-troy, enquanto os contratos futuros de petróleo dos EUA recuavam 1%, para US$ 62,48 por barril. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, permanecia estável em 97,873. - Reuters contribuiu com esta matéria
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content