sábado, 04 de dezembro de 2021
Futuros

Ações - Futuros dos EUA caem depois do 4 de julho, antes do relatório de empregos

05 julho 2019 - 12h09Por Investing.com
Os futuros dos EUA foram menores nesta sexta-feira, 05, com os investidores retornando do feriado de 4 de julho para aguardar o relatório mensal de emprego, algo amplamente esperado para concretizar um corte na taxa de juros do Federal Reserve em julho. O índice de tecnologia de futuros do Nasdaq 100 caiu 14 pontos ou 0,2% às 7h40, o índice blue chip futuros do Dow caía 29 pontos ou 0,1% ao passo que os futuros do S&P 500 avançavam 4 pontos ou 0,2%. O relatório de emprego termina às 9h30 e os analistas esperam a criação de 160.000 empregos, acima dos 75.000 em maio, mas ainda confortavelmente abaixo do ganho médio mensal em 2018.

"Há uma percepção clara de que os riscos de cometer um erro de política, ao estimular excessivamente a demanda e criar inflação, parecem ser baixos nesta conjuntura", disse Mark Dowding, diretor de investimentos da BlueBay Asset Management. "Portanto, pode ser necessário um relatório de empregos que acrescente mais de 225 mil folhas de pagamento, além de evidências de salários mais altos e preços ao consumidor, para que o Fed fique de fora."

Os mercados já apostam na chance um corte de 25 pontos base em julho, com 60% de chance de três cortes até o final do ano.

Quer investir em ações? Abra uma conta na XP Investimentos: online, rápido e grátis

Dowding observou que a pressão política para aliviar a política do presidente Donald Trump também pode tornar mais difícil para o Fed manter as taxas onde eles estão. Os fabricantes de semicondutores estavam sob pressão nas negociações de pré-mercado depois que a gigante coreana Samsung (KS:005930) disse que espera que o lucro do segundo trimestre tenha caído drasticamente. A Micron Technology (NASDAQ:MU) caía 0,7%, enquanto a Qualcomm (NASDAQ:QCOM) caía 2,8% e a NVIDIA (NASDAQ:NVDA) perdia 0,5% . A Tesla (NASDAQ:TSLA) subia 0,3% no pregão de pré-mercado, enquanto os ADRs da BMW (OTC:BMWYY), que atingiram a maior alta de seis semanas na quarta-feira, também estiveram em foco após o CEO Harald Kruger anunciar sua demissão em meio a relatos de que o conselho de supervisão da empresa havia perdido a confiança nele. A Amazon.com (NASDAQ:AMZN) também está no centro das atenções, depois que a Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido disse ao gigante do comércio eletrônico para pausar sua integração com o Deliveroo, enquanto decide se deve ou não lançar uma investigação sobre uma possível violação da concorrência. Em commodities, o petróleo bruto caiu 0,8%, para US$ 56,85 o barril, contratos futuros do ouro caíam 0,3% para US$ 1.416,55 por onça-troy. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, avançava 0,2%, para 96,530.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content