terça, 30 de novembro de 2021
Renner prejuízo

Ações de Lojas Renner caem depois de prejuízo de R$ 82,9 milhões no 3º trimestre

06 novembro 2020 - 11h26Por Investing.com

Por Ana Julia Mezzadri, da Investing.com - As ações da Lojas Renner (SA:LREN3) tinham forte queda na manhã desta sexta-feira (6), depois de a empresa reportar prejuízo no terceiro trimestre, de R$ 82,9 milhões, ante lucro de R$ 186,7 milhões no mesmo trimestre do ano anterior. O resultado veio com a queda nas receitas com as limitações de funcionamento causadas pela pandemia de Covid-19.

Às 11h13, a ação apresentava queda de 3,9%, a R$ 40,89, enquanto o Ibovespa perdia 0,39%, aos 100.359 pontos. Desde a abertura, LREN3 registrou R$ 10,05 de mínima e R$ 41,43 de máxima, com R$ 99,92 milhões de volume negociado.

A XP avalia que o resultado foi mais fraco do que o esperado, mas indica que a empresa está se recuperando. Como destaques positivos, a corretora menciona o crescimento de vendas em setembro e outubro; a expansão da margem bruta da Camicado; e o desempenho das vendas digitais/omnichannel. Por ver um 4T20 mais normalizado, a XP mantém recomendação de Compra para a ação, com preço-alvo de R$ 50.

Balanço

No critério de mesma base de lojas, as vendas caíram 17,2% ano a ano. A margem bruta caiu 6,6 pontos percentuais, a 47,7%. E a receita líquida caiu 14,5%, para R$ 1,65 bilhão.

As receitas com operações financeiras da companhia, líquidas dos custos de funding e de impostos, recuaram 53,8%, para R$ 132,5 milhões. O resultado operacional medido pelo Ebitda ajustado total ficou negativo em R$ 38,2 milhões, ante saldo positivo de R$ 354,8 milhões um ano antes.

A pressão provocada pelas medidas de isolamento social sobre as lojas físicas foi aliviada parcialmente pelo salto de 200% das vendas por canais digitais, cuja participação no total subiu de 5% para 16% do total.

Além disso, a Lojas Renner reduziu o volume de investimento e ajustou as despesas operacionais, que somaram R$ 653,9 milhões, queda de 3,5% ano a ano.

Mesmo diante de limitações ainda relevantes para o funcionamento do comércio físico, a marca Lojas Renner ganhou 5 novas unidades no período, fechando setembro com 392 no total. O plano de ter 520 lojas da marca em 2025 permanece inalterado.

A companhia também inaugurou uma loja Camicado e 2 Youcom no trimestre.

Segundo o diretor financeiro da Lojas Renner, Alvaro Azevedo, as operações do grupo estão voltando à normalidade neste quarto trimestre, com gradual retomada da margem bruta. Além disso, complementou, a inadimplência no braço financeiro está sob controle.

A carteira de produtos financeiros da companhia ficou estável no comparativo ano a ano, em R$ 2,86 bilhões, com o índice de operações vencidas subindo de 20,6% para 22,9%.

Com colaboração da Reuters

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content