domingo, 28 de novembro de 2021
Ações IRB

Ações da IRB sobem 8%; empresa diz desconhecer justificativa de variações recentes

25 setembro 2020 - 12h54Por Investing.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com - Na parte da manhã desta sexta-feira na bolsa paulista, as ações do IRB Brasil Re (SA:IRBR3) operam mais uma vez com forte valorização. Na véspera, a companhia respondeu a um pedido de esclarecimento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre o volume de negócios com os ativos da companhia nos últimos dias e se haveria algum motivo para o movimento registrado.

Por volta das 12h50, a valorização era 8,05% a R$ 7,65. As ações da IRB lideram a alta do Ibovespa em sessão que predomina o sentimento de aversão a risco. O principal índice acionário brasileiro recuava 0,50% a 96.522 mil pontos.

Em resposta, o ressegurador garantiu que não possui conhecimento de qualquer ato ou fato relevante pendente de divulgação que justifique qualquer oscilação no preço, número de negócios ou quantidade negociada de ações. O IRB destaca que todas estas oscilações advêm de movimentações a mercado da base acionária.

A empresa lembra que no dia 23, antes da abertura do pregão, divulgou Comunicado ao Mercado sobre as informações contidas no relatório periódico mensal enviado à Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), por meio do Formulário de Informações Periódicas. Tais informações, no entendimento do IRB, não constituem fato relevante.

O documento mostrou que o IRB teve prejuízo líquido de 62,4 milhões de reais em julho, segundo dados não auditados e enviados à Superintendência de Seguros Privados (Susep), ante prejuízo de 292,6 milhões de reais no mês anterior.

De acordo com a resseguradora, excluindo-se o impacto dos negócios descontinuados, o mês de julho registraria lucro líquido 36 milhões de reais.

O faturamento bruto em julho (prêmio emitido) somou 1,5 bilhão de reais, alta de 100,8% em relação ao mesmo período de 2019, sendo 1 bilhão de reais no Brasil e 531 milhões no exterior - expansão de 133% e 58,8% respectivamente, na mesma base de comparação.

Além do resultado, o bom humor com o papel é devido a declarações do presidente da resseguradora, Antonio Cássio dos Santos, segundo fontes ouvidas pelo Bom Dia Mercado, da jornalista Rosa Riscala. Santos disse que a empresa pode estar enquadrada nas regras da Susep em dois meses, sem a necessidade de uma nova rodada de captação de recursos no mercado.

No mês passado, o IRB levantou R$ 2,3 bilhões em um um follow-on.

Sessões suspeitas

A CVM solicitou esclarecimentos à IRB para as sessões entre os dias 10 e 18 de setembro, período que o papel acumulou perdas de 13,67%. Segue abaixo o preço de fechamento, a oscilação diária e o volume negociado do papel:

10/set - R$ 6,30 / -3,22% / R$ 205,6 milhões

11/set - R$ 6,04 / -4,12% / R$ 184,2 milhões

14/set - R$ 6,12 / 1,32% / R$ 179,5 milhões

15/ set - R$ 5,92 / -3,26% / R$ 153,7 milhões

16/set - R$ 5,92 / 0% / R$ 117,2 milhões

17/set - R$ 5,91 / -0,16% / R$ 109,6 milhões

18/set - R$ 5,62 / -4,90% / R$ 169,1 milhões

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content