terça, 30 de novembro de 2021
Ibovespa

ABERTURA: Ibovespa futuro segue exterior e abre com valorização; dólar estável

16 maio 2019 - 10h24Por Investing.com
Investing.com - Em dia de aparente trégua nos mercados acionários pelo mundo, o índice futuro do Ibovespa inicia a sessão desta quinta-feira com valorização de 0,31% aos 91.720 pontos. O mercado segue atendo à cena externa e também aos desdobramentos dos protestos de ontem contra o contingenciamento na área da Educação e as negociações do governo para aprovação a reforma da Previdência. O dólar abre o dia estável, negociado a R$ 3,9950, baixa de 0,16% Um dos destaques da manhã é a queda nos rendimentos dos Treasuries, que estão nos menores patamares desde o começo do ano passado. A venda de títulos americanos pela China tampouco impede o movimento de queda do yield. A busca pelas Treasuries reflete o elevado nível de ansiedade nos mercados globais, à medida em que passa o tempo e as disputas comerciais entre os Estados Unidos e a China continuam no ar. Os índices acionários da China terminaram com ganhos nesta quinta-feira, ampliando forte rali da última sessão, diante da expectativa de que Pequim adote mais estímulo para sustentar a segunda maior economia do mundo em meio a incertezas externas. A força do mercado acionário após dados fracos de atividade em abril indica que as expectativas para números econômicos e suporte do governo são mais importantes do que as leituras atuais, disse a Northeast Securities em nota. Que aprender a operar o índice Futuro? Clique aqui e fale com um assessor da Ipê Investimentos! Bolsas Internacionais Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,59%, a 21.062 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,02%, a 28.275 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,58%, a 2.955 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,45%, a 3.743 pontos. O dia se mostra positivo para os principais mercados acionários do continente europeu. Em Frankfurt, o DAX tem alta de 0,74% aos 7.318 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE soma 0,30% aos 7.318 pontos. Já em Paris, o CAC tem valorização de 0,38% aos 5.394 pontos. Commodities A jornada desta quinta-feira foi marcada pela forte valorização dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian. O ativo com o maior volume de operações, com data de vencimento em setembro deste ano, registrou alta de 4,69% aos 680,50 pontos. No caso do vergalhão de aço, a sessão na bolsa de mercadorias da também chinesa cidade de Xangai foi marcada por ganhos no preço dos papéis. O contrato com maior liquidez, e vencimento em outubro de 2019, teve avanço de 66 iuanes para 3.742 iuanes por tonelada, enquanto que o de janeiro de 2020, o segundo mais negociado, somou 70 iuanes para 3.470 iuanes por tonelada. A quinta-feira é positiva também para os preços internacionais do petróleo. Em Nova York, o barril do tipo WTI soma 0,92%, ou US$ 0,57, a US$ 62,59. Já em Londres, o Brent ganha 0,78%, ou US$ 0,56, a US$ 72,33 Mercado Corporativo Marfrig A companhia de alimentos Marfrig (SA:MRFG3) passou do prejuízo para o lucro no primeiro trimestre, apoiada sobretudo em melhores preços nas operações da América do Norte, embora o volume global de produção tenha caído. Segunda maior produtora de carne bovina do mundo, a Marfrig anunciou nesta quarta-feira que teve lucro líquido continuado de 4 milhões de reais no período, ante prejuízo de 247 milhões de reais um ano antes. No conjunto, a receita líquida consolidada somou 10,1 bilhões de reais de janeiro a março, montante 7,6% superior ano a ano, embora o volume de abate de bovinos tenha caído 0,9% na mesma comparação. No relatório, a companhia atribuiu o resultado ao aumento de receitas da operação América do Norte e à depreciação do real em relação ao dólar, “que compensou a menor receita líquida na operação América do Sul”. A companhia de alimentos, uma das maiores produtoras de carne bovina do mundo, anunciou nesta quarta-feira que deverá ter receita líquida consolidada de 47 bilhões a 49 bilhões de reais em 2019. No fato relevante, a companhia previu ainda que alcançará uma margem Ebitda 8,7% a 9,5% neste ano, e que seu fluxo de caixa livre (antes dos dividendos) ficará no faixa de 1 bilhão a 1,5 bilhão de reais no período. Ultrapar A Ultrapar (SA:UGPA3) teve queda no desempenho operacional no primeiro trimestre, mas o lucro disparou devido à fraca base de comparação e a melhores resultados financeiros. O conglomerado, que reúne negócios nas área de distribuição de combustíveis, rede de drogarias, de químicos e gás, informou nesta quarta-feira que teve lucro líquido de 251 milhões de reais entre janeiro e março, um salto de 245% ante mesma etapa do ano passado, quando a companhia teve que pagar uma multa devido à não aprovação da compra da Liquigás. O resultado da companhia medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) foi de 698 milhões de reais, 37% maior no comparativo anual, devido ao mesmo efeito. A companhia anunciou nesta sexta-feira que fechou acordo de 67,5 milhões de reais com o Ministério Público Federal e o Ministério Público do Estado de São Paulo para compensação de impactos causados ao estuário de Santos pelo incêndio ocorrido no terminal da Ultracargo em abril de 2015. O pagamento será desembolsado até setembro de 2020, “, beneficiando 15 comunidades da região”, afirmou a companhia. Petrobras A Petrobras (SA:PETR4) informou nesta quarta-feira que manterá o preço da gasolina nas suas refinarias na quinta-feira, completando 17 dias sem reajustes, de acordo com dados da petroleira compilados pela Reuters. O preço médio atual do combustível fóssil vendido pela estatal às distribuidoras é de 2,0450 real por litro —maior valor desde 23 de outubro de 2018, segundo dados publicados anteriormente pela petroleira estatal. O valor médio não muda desde 30 de abril, apesar de regra lançada em setembro do ano passado, pela gestão anterior, que impedia a estabilidade do combustível por um período superior a 15 dias. Tragédia de Brumadinho A Justiça de Minas Gerais decretou o bloqueio de 60 milhões de reais da TÜV SÜD, empresa de engenharia responsável pelo laudo de estabilidade da barragem da mineradora. Vale (SA:VALE3) que se rompeu em Brumadinho (MG), informou em nota o Tribunal de Justiça do Estado nesta quarta-feira. Agenda de Autoridades Em viagem a Dallas, nos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro se reúne nesta quinta-feira com o CEO da Exxon Mobil (NYSE:XOM), Darren Woods e, em seguida, com o CEO da AT&T, Randall Stephenson. Em seguida, participa de almoço no World Affairs Council de Dallas-Fort Worth e da cerimônia de entrega do Prêmio "Personalidade do Ano" pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. Antes de voltar ao Brasil, concede entrevista e grava um podcast com Presidente do World Affairs Council de Dallas-Fort Worth, James Falk. O ministro da Economia, Paulo Guedes, que acompanha o presidente na viagem, tem mais um dia sem agenda oficial.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content