sexta, 03 de dezembro de 2021
165

ABERTURA: Ibovespa futuro inicia julho em alta com alívio comercial

01 julho 2019 - 10h09Por Investing.com
O índice futuro do Ibovespa abre com valorização e 1,65% aos 103.040 pontos na primeira sessão de julho, em um cenário que se mostra positivo no cenário externo, principalmente pela trégua comercial e retomada nas negociações entre os Estados Unidos e China durante o final de semana na reunião do G20, em Osaka, Japão. Por aqui, a preocupação do mercado no começo da semana segue com as negociações para um acordo para a votação do relatório da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados para, em seguida, seja votada no plenário da Câmara em dois turnos antes do início do recesso parlamentar que se inicia em 18 de julho. O impasse segue sendo pela inclusão ou não dos municípios no processo que altera as regras das aposentadorias. A primeira semana do mês traz alguns indicadores de destaque, em especial o de atividade industrial referente ao mês de maio, que será divulgado na terça-feira. Já o Índice de Preços ao Produtor (IPP), também do quinto mês do ano, será divulgado na quarta-feira. O mercado acionário chinês terminou no nível mais alto em mais de dois meses nesta segunda-feira, impulsionado pelas expectativas de um fim na guerra comercial entre Estados Unidos e China depois que os países concordaram em retomar as negociações e que os EUA disseram que irão adiar mais tarifas. Embora não tenha havido sinais de progresso em importantes pontos da disputa comercial, a promessa de mais negociações e as concessões oferecidas pelo presidente dos EUA, Donald Trump, incluindo um alívio das restrições à Huawei, sustentou os mercados. Nos Estados Unidos, a semana também reserva importantes indicadores, com destaque principal para os números do mercado de trabalho, que serão divulgados na sexta-feira, após o feriado de 4 de Julho. A expectativa é que tenham sido gerados, em junho, um total de 165 mil novos postos de trabalho, sendo que na leitura anterior o resultado foi de 75 mil.

Quer investir em ações? Abra uma conta na XP Investimentos: online, rápido e grátis.

Bolsas Internacionais Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,13%, a 21.729 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG permaneceu fechado. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 2,22%, a 3.044 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 2,88%, a 3.935 pontos. Com o mesmo cenário, os principais mercados europeus também registram ganhos nesta segunda-feira. Em Frankfurt, o DAX tem valorização de 1,21% aos 12.548 pontos, enquanto em Londres o FTSE soma 1,24% aos 7.517 pontos. Já em Paris, o CAC avança 0,80% aos 5.583 pontos. Commodities Os preços do minério de ferro tiveram uma sessão de forte valorização nesta segunda-feira na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian, onde os contratos futuros são negociados. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento em setembro do atual calendário, teve alta de 4,74% a 873,00 iuanes por tonelada, o que representa uma variação diária de 39,50 iuanes. O primeiro dia do mês de julho também foi marcado por ganhos nos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na bolsa de mercadorias de Xangai, também na China. O contrato mais líquido, com vencimento em outubro de 2019, somou 63 iuanes para 4.107 iuanes por tonelada do produto, enquanto que, o segundo mais negociado, de janeiro de 2020, avançou 42 iuanes para 3.794 iuanes por tonelada. A semana também começa com importante valorização para os preços internacionais do petróleo. O barril do tipo WTI, referência negociada na bolsa de Nova York, tem ganhos de 2,91%, ou US$ 1,70, a US$ 60,17. Já em Londres, o Brent registra alta de 2,76%, ou US$ 1,79, a US$ 66,53. Mercado Corporativo Petrobras O preço médio do diesel nos postos do Brasil caiu nesta semana pela quinta vez consecutiva, após dois grandes cortes realizados pela Petrobras (SA:PETR4) nas refinarias ao longo deste mês, apontaram dados publicados pela agência reguladora do setor ANP nesta sexta-feira. Nesta semana, o preço médio do diesel —combustível mais consumido no Brasil— nos postos recuou 0,5% ante a semana passada, para 3,57 reais por litro. Eneva A elétrica Eneva (SA:ENEV3) informou que obteve um empréstimo de 842,56 milhões de reais do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para financiar a implementação de sua termelétrica UTE Parnaíba V, no Maranhão, segundo comunicado nesta sexta-feira. A operação terá prazo de 17 anos, incluindo carência de juros e principal por cinco anos, com custo de IPCA mais 1,938% ao ano, considerando o bônus de adimplência contratual, afirmou a empresa de energia. A térmica Parnaíba V teve a produção futura negociada pela Eneva em um leilão de energia promovido pelo governo brasileiro no final do ano passado. O projeto precisa iniciar operações até 2024 e tem investimento estimado em cerca de 1 bilhão de reais, com 386 megawatts em capacidade. Acordo Comercial UE-Mercosul O setor agrícola brasileiro, de maneira geral, celebrou o acordo comercial do Mercosul com a União Europeia, uma vez que há potencial de o Brasil expandir suas exportações de produtos como carnes, café industrializado e suco de laranja, disseram associações nesta sexta-feira. Integrantes do setor no país, maior exportador global de carnes de frango, bovina, café, suco de laranja, etanol de cana e açúcar, aguardavam há tempos o acordo anunciado nesta sexta-feira, que era negociado há duas décadas. A indústria de carne suína do Brasil comemorou, uma vez que o acordo deverá finalmente viabilizar o acesso do produto ao mercado europeu, destacou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Para a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), entretanto, o acordo comercial não foi ambicioso o suficiente, embora tenha sido o “melhor possível”. O tratado poderia ir além por conta da demanda europeia por açúcar e pelo grande consumo de biocombustíveis no bloco, acrescentou a associação. Setor elétrico Um leilão de energia do governo brasileiro nesta sexta-feira surpreendeu ao contratar um volume de projetos ainda inferior às já pessimistas expectativas de analistas, com a economia em passo lento e a migração de consumidores para o mercado livre impactando a demanda no certame. O resultado, no entanto, ainda foi visto como amplamente positivo pelo governo, por viabilizar empreendimentos que deverão demandar cerca de 1,9 bilhão de reais em investimentos e pela marca de um recorde histórico para as usinas solares, que registraram o menor preço já praticado pela fonte em licitações no Brasil. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira que a bandeira tarifária na conta de luz para julho será amarela, o que representará um custo adicional de 1,50 real para cada 100 quilowatts-hora consumidos. O mecanismo, que gera cobranças adicionais em momentos de menor oferta de geração, foi influenciado pela previsão hidrológica para o mês, que aponta tendência de redução nos níveis dos principais reservatórios de hidrelétricas, com vazões abaixo da média, dado que julho é um mês de seca típica em importantes bacias hidrográficas do país, disse a agência. Petrobras II A Petrobras acredita que três tipos de empresas podem estar interessadas na compra de suas refinarias, incluindo distribuidoras de combustíveis locais, como a Raízen, disse um executivo da estatal nesta sexta-feira. Falando em um evento no Rio de Janeiro, o diretor de Relações Institucionais da empresa, Roberto Furian Ardenghy, disse que companhias distribuidoras de combustíveis, produtoras de petróleo com operações no Brasil e empresas de trading poderiam adquirir algumas das refinarias do bloco de desinvestimento da estatal. “Hoje, estamos vendo três segmentos que poderiam se interessar por nossas instalações. O primeiro segmento é o de distribuidoras, nossos amigos da Raízen, e outras companhias que estão aqui”, disse Ardenghy. Agenda de Autoridades De volta da viagem oficial realizada para a reunião do G20, o presidente Jair Bolsonaro inicia semana com uma reunião com André Luiz de Almeida, Advogado-Geral da União, recebendo em seguida Onyx Lorenzoni, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República. Na parte da tarde, se reúne com Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia e também com Abraham Weintraub, Ministro de Estado da Educação. O dia chega ao fim com encontro com Jorge Antonio de Oliveira Francisco, Ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. O ministro da Economia Paulo Guedes, começa a semana com reunião com os secretários de sua pasta, participando em seguida de almoço com os secretários especiais. Na parte da tarde, após a reunião com Bolsonaro, Guedes se encontra com o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, fechando o dia com uma reunião secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues. Com Reuters.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content