Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ibovespa

ABERTURA: Ibovespa futuro abre em baixa seguindo exterior; dólar em ligeira alta

22 maio 2019 - 10h18Por Investing.com
Investing.com - Após fechar a sessão de ontem com forte alta, com os investidores animados com o cenário local e com uma certa tranquilidade no internacional, a quarta-feira começa com queda para o índice futuro do Ibovespa, recuando 0,23% aos 94.710 pontos, seguindo os futuros dos índices em Wall Street e as bolsas europeias e asiáticas, que também estão no negativo. O dólar abre o dia com ligeira alta de 0,19% a R$ 4,0463, após a forte queda de quase 1,5% na sessão anterior, saindo de R$ 4,10 para R$ 4,03. Com os ânimos acirrados em Brasília, a quarta-feira é mais um dia de forte movimento, com a expectativa de aprovação da Medida Provisória que reestrutura os ministérios, reduzindo-os de 29 para 22 pastas. Apesar disso, o governo ainda deve passar por dificuldades na negociação de outras MP - como a do saneamento básico - e também para avançar com as discussões sobre a reforma da Previdência.

Quer investir mas não sabe por onde começar? Abra uma conta na Órama e faça o seu dinheiro render!

Pequim está pronta para retomar as negociações comerciais com Washington, disse o embaixador da China nos Estados Unidos, Cui Tiankai, no momento em que um lobby norte-americano afirmou que quase metade de seus membros vê retaliação com barreiras não tarifárias na China devido à guerra comercial. Nenhuma outra negociação comercial entre representantes chineses e norte-americanos foi marcada desde que a última rodada terminou em 10 de maio, mesmo dia em que o presidente dos EUA, Donald Trump, aumentou as tarifas sobre 200 bilhões de dólares em produtos chineses e adotou medidas para taxar todas as importações remanescentes. Bolsas Internacionais Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,05%, a 21.283 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,18%, a 27.705 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,49%, a 2.891 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,47%, a 3.649 pontos. O dia dá sinais de indefinição de rumos nos principais mercados de ações da Europa. Em Frankfurt, o DAX tem queda de 0,28% aos 12.111 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE avança 0,12% aos 7.338 pontos. Já em Paris, o CAC recua 0,36% aos 5.365 pontos. Commodities A jornada desta quarta-feira na bolsa de mercadorias e futuros da cidade chinesa de Dalian foi mais uma vez marcada pela valorização dos contratos futuros do minério de ferro. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento em setembro deste ano, registrou avanço de 3,41%, encerrando assim o dia a 728,00 iuanes por tonelada, uma variação diária de 24 iuanes. A jornada do meio da semana também foi marcada por ganhos nos preços dos papéis do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato de maior liquidez, com entrega para outubro de 2019, teve alta de 65 iuanes para um total de 3.910 iuanes por tonelada. Já o segundo mais negociado, de janeiro de 2020, somou 61 iuanes para 3.614 iuanes por tonelada. Já para o petróleo, a quarta-feira sinaliza que será de queda para os preços do produto. Em Nova York, o barril do tipo WTI cede 0,90%, ou US$ 0,57, a US$ 62,56. Já em Londres, o Brent cai 0,37%, ou US$ 0,27%, a US$ 71,91. Mercado Corporativo Natura A Natura (SA:NATU3) fechou acordo para comprar a Avon Products (NYSE:AVP), segundo informações da imprensa publicadas nesta quarta-feira. O acordo todo em ações que avalia o grupo norte-americano em mais de 2 bilhões de dólares, publicou o Financial Times, citando fontes próximas do assunto. A Reuters publicou na semana passada que a Natura estava perto de fechar acordo para a aquisição da rival. As ações da companhia norte-americana tinham alta de cerca de 22 por cento no pré-mercado nesta quarta-feira. MP do setor aéreo A maioria dos líderes da Câmara dos Deputados, com exceção da oposição, concorda em votar duas medidas provisórias que tratam do setor aéreo e ainda a da reestruturação dos ministérios nesta semana, mas ainda não há acordo sobre a MP 868, que atualiza o marco legal do saneamento básico. Segundo parlamentares que participaram de reunião do colégio de líderes nesta terça-feira, a MP enfrenta resistências principalmente porque os governadores de alguns Estados têm se movimentando contra a medida, por considerarem que poderia prejudicar empresas locais do setor. “Alguns governadores entraram na briga contra a 868 em proteção das empresas de saneamento dos Estados”, explicou a líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP). Para a líder, o texto contempla essas empresas, mas governadores do Nordeste e do Paraná ainda demandam mudanças. Petrobras A Petrobras (SA:PETR4) informou nesta terça-feira que manifestou interesse em exercer o direito de preferência em duas áreas na licitação dos volumes excedentes ao contrato de cessão onerosa, prevista para outubro, o que pode resultar no pagamento de um bônus de assinatura de 20,988 bilhões de reais. A companhia disse que decidiu exercer o direito de preferência, garantido por lei em leilões do pré-sal, nas áreas de Búzios e Itapu, com 30% de participação, podendo ampliar sua fatia mínima na data de realização do leilão. O total que a empresa poderá pagar considera 30% de participação em Búzios, cujo bônus total de assinatura foi estabelecido anteriormente pelo governo em 68,194 bilhões de reais. Se Búzios tem o maior bônus de assinatura das quatro áreas do leilão, Itapu, a outra escolha da Petrobras para exercer o seu direito, tem o menor pagamento para participar do certame, com um total de 1,766 bilhão de reais. Petrobras II A Petrobras está realizando em conjunto com contratadas trabalhos de inspeção em dois módulos da plataforma P-71 e na balsa que carregava os equipamentos, após a embarcação ter naufragado parcialmente na noite de sábado perto de Itajaí, em Santa Catarina. A estatal disse em nota que não houve feridos no incidente com a balsa, acrescentando que realizou na véspera um sobrevoo no local, em articulação com a Marinha e com o órgão ambiental Ibama. “A Petrobras instaurou uma comissão de investigação para avaliar as causas do acidente”, afirmou a companhia, acrescentando que não foi detectada presença de óleo no mar. Cooxupé A Cooxupé, maior cooperativa de cafeicultores do Brasil, anunciou nesta terça-feira a abertura oficial da colheita em sua área de ação, apontando ainda uma expectativa de safra maior do que o previsto anteriormente. A cooperativa informou que a safra deverá atingir 7,6 milhões de sacas de 60 kg de café arábica, em uma área que corresponde a mais de 200 municípios nas regiões do Sul de Minas Gerais, Cerrado mineiro e média mogiana do Estado de São Paulo. Até o início de abril, a cooperativa previa uma safra de pouco mais de 7 milhões de sacas. Albras A Albras, produtora de alumínio no Brasil que pertence parcialmente à Norsk Hydro, iniciou o aumento de sua produção nesta terça-feira, depois de um tribunal federal ter levantado as restrições produtivas à unidade de alumina Alunorte, informou a companhia norueguesa. Importante fornecedora da indústria de alumínio, a Alunorte havia sido forçada a operar com metade da capacidade desde um vazamento ocorrido em fevereiro de 2018, que levou a Justiça brasileira a restringir sua produção. A Albras, que também teve sua produção reduzida pela metade, por conta da reduzida oferta de matéria-prima, deve retornar à capacidade total durante o segundo semestre de 2019, disse a Norsk Hydro em um comunicado. Caixa Econômica Federal O presidente-executivo da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta terça-feira que o banco vai lançar em breve uma linha de crédito imobiliário referenciada no IPCA, o que deve ampliar o volume de recursos para o setor. “Isso poderá beneficiar cerca de 400 mil pessoas”, afirmou Guimarães a jornalistas antes de reunião no Ministério da Economia. Para o executivo, o uso do IPCA como referência vai ampliar as chances do banco de securitizar as carteiras, o que na prática permite que o banco consiga obter recursos no mercado financeiro. Nas contas de Guimarães, isso ampliará em cerca de 10 bilhões de reais o volume de recursos no banco para o setor. Agenda de Autoridades O presidente Jair Bolsonaro inicia a quarta-feira com um café da manhã com a bancada do Nordeste, no Palácio do Planalto. Em seguida, se reúne com Santos Cruz, Ministro-Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República. Ainda pela manhã, recebe Sultan Ahmed Sulayem, Presidente e Diretor da empresa Dubai Ports World. Na hora do almoço, o encontro é com Fernando Azevedo, Ministro de Estado da Defesa, sendo que na parte da tarde tem reuniões com Marcos Cintra, Secretário da Receita Federal, com Datuk Darell Leiking, Ministro da Indústria e Comércio Exterior da Malásia, com Abílio Diniz, Presidente da Península Participações, com Deputado Delegado Éder Mauro (PSD/PA) e com Deputado PR. Marco Feliciano (PODE/SP), e Deputado Otoni de Paula (PSC/RJ), 1º Vice-Líder do PSC na Câmara dos Deputados. O dia chega ao fim com a participação no 71º aniversário do Estado de Israel. O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa da abertura do “Seminário Previdência: por que a reforma é crucial para o futuro do país?”, acompanhando em seguida o presidente Jair Bolsonaro em audiência com CEO da Dubai Ports World, Sultan Ahmed Sulayem. Além disso, Guedes se reúne com o deputado federal Lucas Vergílio (Solidariedade-GO), com a presidente da Susep, Solange Vieira, com grupo de estudantes de Direito apoiadores da Nova Previdência e com o deputado Filipe Barros (PSL/PR), com parlamentares da bancada do DEM e, por fim, com parlamentares da bancada do PR. *Com Reuters.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: