segunda, 29 de novembro de 2021
Ibovespa

ABERTURA: Futuros do Ibovespa seguem exterior e abrem sem definição de rumo

17 junho 2019 - 10h08Por Investing.com
O índice futuro do Ibovespa inicia a sessão desta segunda-feira na bolsa paulista operando perto da estabilidade, com ganhos de 0,11% aos 98.815 pontos às 09h33, dia que também é marcado por indefinição dos rumos dos principais mercados de ações na Europa dos índices futuros de Wall Street. O dólar inicia a sessão em baixa de 0,21% a R$ 3,8879, após forte valorização na sexta-feira. O pregão desta segunda-feira marca o vencimento das opções, o que deve trazer alguma volatilidade. No entanto, a semana deve ser menos agitada devido ao feriado da próxima quinta-feira, o que diminui a liquidez do mercado no final da semana e também esvazia o Congresso Nacional, diminuindo assim o ritmo das discussões da reforma da Previdência. Destaque para a reunião do Copom, com resultado a ser divulgado na tarde de quarta-feira. A saída de Joaquim Levy da presidência do BNDES é um dos focos de monitoramento político dos investidores. Levy pediu demissão após críticas públicas do presidente Jair Bolsonaro, acusando-o de não ser "leal" pela indicação de assessor de ex-presidente do banco de fomento da era petista em uma das diretorias do banco. Levy não era bem-visto na gestão Bolsonaro por ter servido às administrações Lula e Dilma Rousseff e era da cota pessoal de Guedes, que também não estava satisfeito com o trabalho do ex-ministro no BNDES pela lentidão do repasse de recursos do banco ao Tesouro e a venda de participações em empresas detidas pela BNDESPar, braço do mercado de capital do banco. Os investidores veem risco de interferência econômica do governo no caso. Vale ressaltar que Bolsonaro já vetou reajuste do preço do diesel na Petrobras e sugeriu em público corte de juros ao agronegócio para o presidente do Banco do Brasil (SA:BBAS3). Além disso, a "fritura" pública de Levy gera mais desconfiança do mundo político com governo, especialmente com o Legislativo, cuja relação com o Palácio do Planalto teve mais um capítulo de atrito na sexta-feira, após Guedes criticar o parecer da reforma da Previdência da Comissão Especial e ser rebatido pelo presidente da Câmara Rodrigo Maia. Nos Estados Unidos a semana deve ser mais movimentada, principalmente devido a uma agenda econômica forte, com destaque para a reunião do Fomc, que será seguida da divulgação das expectativas do Federal Reserve e do pronunciamento do presidente do banco central, Jerome Powell. O banco central da China informou nesta segunda-feira que a segunda fase de um corte da taxa de compulsório liberou cerca de 100 bilhões de iuanes (14,44 bilhões de dólares) em fundos de longo prazo. Em operações de mercado aberto, o Banco do Povo da China também injetou 150 bilhões de iuanes através de operações de recompra reversa de 14 dias para "manter o nível estável de liquidez no final de junho", disse o banco em comunicado em seu site. O banco central anunciou em maio que implementaria uma redução do compulsório para alguns bancos de pequeno e médio portes em três fases, como parte dos esforços para ajudar as empresas durante a desaceleração da segunda maior economia do mundo. Bolsas Internacionais Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,03%, a 21.124 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,40%, a 27.227 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,20%, a 2.887 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, ficou estável, a 3.654 pontos. A segunda-feira se mostra indefinida para a maior parte dos mercados de ações da Europa. Em Frankfurt, o DAX registra queda de 0,01% aos 12.095 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE recua 0,01% aos 7.336 pontos. Já em Paris, o CAC soma 0,18% aos 5.377 pontos. Commodities A sessão desta segunda-feira foi marcada pela forte desvalorização dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias e futuros da cidade chinesa de Dalian. O ativo com o maior volume de negócios, com data de vencimento em setembro do atual calendário, caiu 2,47% a 768,50 iuanes para cada tonelada do produto. A abertura da semana também foi marcada por uma importante desvalorização dos valores dos papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato de maior liquidez, com entrega em outubro de 2019, perdeu 81 iuanes para um total de 3.704 iunaes para cada tonelada do produto. Já o segundo mais negociado, de janeiro de 2020, cedeu 65 iuanes para 3.462 iuanes por tonelada. No caso do petróleo, o produto também começa a semana com queda. Em Nova York, o barril do tipo WTI tem perdas de 1,39%, ou US$ 0,73, a US$ 51,78. Já em Londres, o Brent cede 1,42%, ou US$ 0,73, a US$ 51,78. Mercado Corporativo Vale A Justiça dobrou a multa aplicada sobre a Vale (VALE3) após a constatação de que a mineradora descumpriu uma ordem para cessar todas as atividades na mineradora Onça Puma, que extrai e beneficia níquel no sudeste do Pará, afirmou o Ministério Público Federal (MPF) na tarde de sexta-feira. Segundo o MPF, o desembargador federal Antonio Souza Prudente determinou no último dia 7 que a multa pela desobediência da Vale aumentasse de 100 mil para 200 mil reais por cada dia em que a mineradora continue funcionando. A decisão inicial para suspender as operações aconteceu em 26 de fevereiro e o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) impôs multa de 100 mil reais por dia de descumprimento. Petrobras A Petrobras (SA:PETR4) informou que o tribunal de arbitragem da Bolsa de Comércio de Buenos Aires reconheceu a desistência da arbitragem iniciada contra a companhia por Consumidores Financieros Asociación Civil para su Defensa. Segundo a estatal brasileira, o tribunal arbitral entendeu que a associação desistiu da arbitragem por não ter pago a taxa de arbitragem no prazo estabelecido. “A associação recorreu ao Judiciário argentino contra essa decisão. Se a decisão tornar-se definitiva, a arbitragem será extinta”, disse a Petrobras em comunicado na sexta-feira à noite. Carne de frango O Brasil vai acionar a Indonésia na Organização Mundial do Comércio (OMC) para contestar barreiras à importação de carne de frango do país, disse o Ministério da Agricultura em comunicado na noite desta sexta-feira. A pasta acrescentou que circulou na véspera, em Genebra, na Suíça, um pedido de painel contra a Indonésia, que deverá ser examinado no Órgão de Solução de Controvérsias (DSB) em reunião prevista para 24 de julho. “A divergência com a Indonésia tem cinco anos. Em 2017, o país ganhou uma disputa contra aquele país na OMC, e os juízes deram prazo até junho do ano passado para os indonésios eliminarem as barreiras contra o frango brasileiro. Até hoje, porém, o país asiático não autorizou as exportações brasileiras”, explicou o ministério em nota. Via Varejo O veterano do varejo brasileiro Michael Klein e sua família compraram o controle da Via Varejo (VVAR3) com uma aquisição em leilão na B3 de participação adicional equivalente a 1,6 por cento da empresa. Com a transação, a família, que fundou uma das bandeiras da Via Varejo na década de 1950, a Casas Bahia, se tornou maior acionista da companhia, com 27 por cento do capital. A participação isolada de Michael Klein passou a somar 140,77 milhões de ações ordinárias, equivalentes a 10,88 por cento dos papéis. O GPA (PCAR4) vendeu sua participação de 36 por cento na Via Varejo em um leilão na B3 realizado mais cedo. Além da família Klein os compradores incluíram um grupo de fundos coordenados pela XP Investimentos. Preço dos combustíveis Os preços da gasolina e do etanol fecharam a semana com recuo médio de cerca de 0,8% nos postos em relação à semana anterior, mostraram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta sexta-feira, enquanto as cotações do diesel também caíram. O movimento segue-se ao anúncio pela estatal Petrobras de cortes nos preços tanto do diesel quanto da gasolina em suas refinarias na semana, em momento de retração dos valores do petróleo no mercado internacional devido a temores de uma desaceleração econômica global. Desinvestimentos na Petrobras A Petrobras retomará a tentativa de venda de sua participação na Araucária Nitrogenados (Ansa) e na Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN III), após a revogação de liminar que determinava suspensão dos negócios, informou a estatal em comunicado nesta sexta-feira. A decisão contra a venda dos ativos havia sido divulgada no final de maio, quando a Petrobras disse que iria recorrer para manter os desinvestimentos. Segundo a companhia, a liminar foi revogada pela 24ª Vara Federal do Rio de Janeiro. “Dessa forma, a Petrobras está retomando o processo competitivo para a venda dessas unidades”, afirmou a empresa, acrescentando que “a operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria da alocação do capital da companhia”. Magazine Luiza O Magazine Luiza (SA:MGLU3) concluiu em definitivo nesta sexta-feira a compra da companhia de comércio eletrônico Netshoes (NETS) pelo equivalente a 3,70 dólares por ação, avaliando a empresa em cerca de 115 milhões de dólares. A oferta foi aprovada por 90,32 dos acionistas da Netshoes reunidos em assembleia mais cedo, informou a rede de varejo brasileira. Na quinta-feira à noite, o grupo SBF, controlador da rede de artigos esportivos Centauro, chegou a apresentar nova oferta pela Netshoes, avaliando a empresa em 127 milhões de dólares, oferta equivalente a 4,10 dólares por ação. Agenda de Autoridades O presidente Jair Bolsonaro começa a segunda-feira com reunião com o Missionário R.R. Soares, Fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, encontrando-se em seguida com Damares Alves, Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Ainda pela manhã, tem reunião com Gilson Machado, Presidente do Instituto Brasileiro do Turismo; e Ronaldinho Gaúcho, ex-jogador de futebol. De tarde, Bolsonaro se reúne com Mauro Biancamano Guimarães, Secretário-Executivo da Secretaria de Governo da Presidência da República; e Francisco de Assis de Moraes Souza (Mão Santa), Prefeito do município de Parnaíba/PI, seguido de uma conversa com Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia e também com Floriano Peixoto, Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. Ainda nesta segunda-feira, se reúne com Marcelo Álvaro Antônio, Ministro de Estado do Turismo; e Gilson Machado, Presidente do Instituto Brasileiro do Turismo, fechando o dia participando da Solenidade de Assinatura da MP para Confisco de Bens de Traficantes. O dia do ministro da Economia, Paulo Guedes, começa com uma reunião geral de secretários do Ministério da Economia, seguido de um almoço com os mesmos participantes. Na parte da tarde, Guedes irá despachar com a corregedora-geral, Fabiana Lima, encontrando-se em seguida com Bolsonaro. O ministro ainda terá Reunião semanal com o secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacional, Marcos Troyjo e outra reunião semanal com o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues.

Quer investir em ações? Abra uma conta na XP Investimentos: online, rápido e grátis.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content