quinta, 23 de maio de 2024
Empresas

Petrobras (PETR4) não tem data definida para decidir sobre dividendos remanescentes, diz diretor

Ao final de abril, a empresa decidiu reter quase R$ 23 bilhões em uma reserva de remuneração de capital, relativos à metade dos dividendos extraordinários de 2023

14 maio 2024 - 14h23Por Redação SpaceMoney
 - Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Nesta terça-feira (14), o diretor financeiro e de relações com investidores da Petrobras (PETR4), Sérgio Caetano Leite, afirmou que ainda não há data estipulada para que o conselho de administração decida sobre a distribuição de dividendos remanescentes de 2023.

Ao final de abril, a empresa decidiu reter quase R$ 23 bilhões em uma reserva de remuneração de capital, relativos à metade dos dividendos extraordinários de 2023.

O conselho aprovou a distribuição, referente ao primeiro trimestre deste ano, de quase R$ 13,5 bilhões em dividendos e juros sobre o capital próprio (JCP), divididos em duas parcelas.

Em teleconferência sobre os resultados do primeiro trimestre, o diretor disse que a empresa está observando o mercado para ver se há mudança estrutural nos preços internacionais que a leve a alterar os preços dos combustíveis. Ele salientou que a estratégia comercial que substituiu o preço de paridade de importação (PPI) completou um ano.