domingo, 16 de junho de 2024
Ações

Méliuz (CASH3) eleva capital social em R$ 7,84 milhões

Foram emitidas 324.128 novas ações ordinárias (ON), nominativas escriturais e sem valor nominal

22 fevereiro 2024 - 09h26Por Lucas de Andrade
 - Crédito: Divulgação

O conselho de administração do Méliuz (CASH3) aprovou o aumento do capital social, dentro do limite de capital autorizado, em razão do exercício de quarenta e sete bônus de subscrição.

O montante total do aumento de capital foi de R$ 7.843.897,60. Portanto, o capital social da companhia passa de R$ 812.559.451,97, totalmente subscrito e integralizado, dividido em 86.633.825 ações ordinárias (ON), nominativas escriturais e sem valor nominal, para R$ 820.403.349,57, totalmente subscrito e integralizado, dividido em 86.957.953 ações ordinárias (ON), nominativas escriturais e sem valor nominal.

Uma vez que foi aprovada na assembleia-geral extraordinária (AGE) realizada no dia 26 de janeiro de 2024 a redução do capital social da companhia no valor de R$ 210.000.000,00, por considerá-lo excessivo, assim que tal redução se torne eficaz após o decurso do prazo para oposição pelos credores da companhia de sessenta dias contados da data de publicação da AGE, o capital social passa a ser de R$ 610.403.349,57, totalmente subscrito e
integralizado, dividido em 86.957.953 ações ordinárias (ON), nominativas escriturais e sem valor nominal.

Foram emitidas 324.128 novas ações ordinárias (ON), nominativas escriturais e sem valor nominal.

O preço de emissão das ações, que originalmente seria de R$ 2,42, foi atualizado para R$ 24,20por cada ação, em razão do grupamento e do desdobramento simultâneos da totalidade das ações ordinárias de emissão da companhia, aprovados pela assembleia-geral extraordinária (AGE) realizada no dia 28 de abril de 2023, por meio do qual cada grupo de 100 (cem) ações ordinárias da emissão da companhia foi agrupado em 1 (uma) ação e, ato contínuo, cada 1 (uma) ação ordinária foi desdobrada em 10 (dez) ações.

As novas ações a serem emitidas em razão do aumento de capital farão jus, em igualdade de condições com as ações atualmente existentes, a todos os direitos concedidos a estas, inclusive a dividendos e remunerações de capital que vierem a ser declarados pela companhia após a data da efetiva emissão das ações.

Não foram aportados novos recursos na companhia em razão do aumento de capital, uma vez que a emissão de novas ações decorre do exercício dos Bônus de Subscrição.

Tags: CASH3, Méliuz