terça, 16 de abril de 2024
Ações

Enauta (ENAT3) envia proposta de fusão para 3R Petroleum (RRRP3) e tira PetroReconcavo do radar

3R suspendeu momentaneamente as negociações com a RECV3 para combinação de negócios, para avaliar novo pedido

02 abril 2024 - 08h18Por José Chacon
EnautaEnauta - Crédito: Divulgação

Enauta (ENAT3) anunciou na última segunda-feira (1), que enviou uma carta com proposta de combinação de negócios para a 3R Petroleum (RRRP3).

Em seguida, a RRRP3 confirmou o recebimento e informou que por isso, seu conselho de administração deliberou que os esforços internos para possível fusão entre a companhia e a PetroReconcavo (RECV3) fossem momentaneamente suspensos.

A 3R afirma ainda que o colegiado determinou que a diretoria direcione esforços para avaliação da combinação de negócios com a Enauta no prazo de até 30 dias corridos, conforme sugerido na proposta, durante os quais haverá exclusividade entre as partes.

"A companhia analisará o conteúdo da carta dentro do seu fluxo de governança corporativa, sem alterar sua atual estratégia de negócios", diz a empresa.

A proposta contempla a emissão de novas ações da 3R e troca por ações da Enauta, resultando em nova empresa com composição do capital social de 53% dos acionistas atuais da 3R e de 47% dos atuais acionistas da Enauta, representando um prêmio aos acionistas da 3R de 12% ao valor de mercado.

Nesse sentido, a Enauta destaca na proposta que o prêmio é superior a 30% se comparado somente ao valor implícito atribuído aos campos de Atlanta e Oliva e à opção de venda das ações da subsidiária da empresa AFBV, na transação recentemente anunciada de parceria via participação minoritária de 20%, sem considerar outros ativos da Enauta.

Segundo a Enauta, o prêmio proposto a acionistas da 3R está associado ao volume superior de reservas certificadas da empresa, sua complementaridade com as reservas da Enauta e a capacidade da empresa resultante de acelerar seu desenvolvimento.