quarta, 29 de maio de 2024
Dividendos e JCP

Dividendos e JCP: Lojas Renner (LREN3), Unipar (UNIP6) e Vivo (VIVT3) movimentam a agenda

Mitre (MTRE3) e EzTec (EZTC3) se somam à lista de empresas que anunciaram remuneração a acionistas

15 março 2024 - 10h42Por Lucas de Andrade
VivoVivo - Crédito: Reprodução

Nesta sexta-feira (15), empresas como Lojas Renner (LREN3), Unipar (UNIP6) e Vivo (VIVT3) movimentam a agenda de proventos, com anúncios de remuneração a acionistas nas formas de dividendos e de juros sobre o capital próprio (JCP). Mitre (MTRE3) e EzTec (EZTC3) se somam à lista.

 

Dividendos: EzTec (EZTC3) vai pagar R$ 19,6 milhões

O conselho de administração de EzTec (EZTC3) aprovou o pagamento do valor total de R$ 19.664.561,20 em dividendos intercalares, o correspondente a R$ 0,09015242554 por ação ordinária (ON).

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão da próxima quarta-feira, 21 de março.

Pagamentos serão efetuados no dia 28 de março.

 

Dividendos: Unipar (UNIP6) vai pagar R$ 148 milhões

O conselho de administração de Unipar (UNIP6) aprovou a distribuição do valor bruto de R$ 40.014.622,68 em dividendos, com base nos números apurados ao longo do exercício de 2023. 

O montante equivale a:

  • - R$ 0,36369216730 por ação ordinária (ON)(UNIP3);
  • - R$ 0,40006138392 por ação preferencial classe A (PNA)(UNIP5);
  • - R$ 0,40006138392 por ação preferencial classe B (PNB)(UNIP6).

 

O colegiado aprovou ainda a distribuição do valor bruto de R$ 108.308.401,92 em dividendos adicionais. 

O montante equivale a:

  • - R$ 0,98441306670 por ação ordinária (ON)(UNIP3);
  • - R$ 1,08285437337 por ação preferencial classe A (PNA)(UNIP5);
  • - R$ 1,08285437337 por ação preferencial classe B (PNB)(UNIP6).

 

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão da próxima terça-feira, 19 de março. As ações passarão a ser negociadas ex-dividendos a partir da data seguinte, 20 de março.

O pagamento dos dividendos vai ser realizado a partir do dia 1° de abril.

 

JCP: Vivo (VIVT3) vai pagar R$ 300 milhões

O conselho de administração de Telefônica Brasil (VIVT3), dona da Vivo, aprovou a declaração de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor próprio de R$ 300 milhões.

Com retenção de imposto de renda (IR) na fonte, a operadora vai distribuir cerca de R$ 255 milhões - o equivalente ao valor líquido de R$ 0,15430380506 por ação.

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão do dia 28 de março. As ações serão consideradas ex-direitos a juros sobre o capital próprio a partir da data seguinte.

Pagamentos serão efetuados até o dia 30 de abril de 2025, em data a ser oportunamente definida pela diretoria.

 

Dividendos intercalares: Mitre (MTRE3) vai pagar R$ 14,6 milhões

O conselho de administração de Mitre (MTRE3) aprovou a distribuição do valor de R$ R$ 14.676.256,30 em dividendos intercalares, o correspondente a R$ 0,138750002350 por ação ordinária (ON). 

Créditos serão efetuados em cinco parcelas, no valor de R$ 0,02775000004 por ação ordinária (ON).

 

Confira abaixo o cronograma de pagamentos que a Mitre (MTRE3) vai realizar aos seus acionistas:

  DATA DE PAGAMENTO DATA DE CORTE DATA EX-DIREITOS
Parcela I 6.05.2024 24.04.2024 25.04.2024
Parcela II 3.06.2024 23.05.2024 24.05.2024
Parcela III 1.07.2024 20.06.2024 21.06.2024
Parcela IV 1.08.2024 19.07.2024 22.07.2024
Parcela V 2.09.2024 22.08.2024 23.08.2024

 

JCP: Lojas Renner (LREN3) vai pagar R$ 143,6 milhões

O conselho de administração de Lojas Renner (LREN3) aprovou o pagamento do valor bruto de R$ 143.695.290,28 em juros sobre o capital próprio (JCP), o equivalente a R$ 0,150290 por ação ordinária (ON).

Pagamentos serão efetuados no dia 2 de abril, sem atualização monetária.

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão da próxima terça-feira, 19 de março.

 

JCP: Cielo (CIEL3) ajusta valor por ação, do total de R$ 410 milhões

A Cielo (CIEL3) determinou que esta sexta-feira (15) fosse a data de corte para garantir aos acionistas o direito de acessarem R$ 410 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP), como autorizou e informou o seu conselho de administração no dia 5 de fevereiro deste ano.

O valor foi ajustado de R$ R$ 0,15198153370 para R$ 0,151704990, devido à alteração na quantidade de ações detidas em tesouraria, para atendimento das obrigações no âmbito dos programas de remuneração, retenção e incentivo de seus colaboradores e administradores.

Adicionalmente, a companhia reiterou que os JCP serão pagos – sujeitos à incidência de imposto de renda (IR), conforme aplicável a cada caso – aos acionistas no dia 30 de abril de 2024.

As ações da companhia passarão a ser negociadas ex-JCP a partir de 18 de março de 2024, inclusive.

O pagamento vai ocorrer por meio da instituição depositária das ações – Banco Bradesco S.A., mediante crédito automático para acionistas correntistas e acionistas que já tenham informado ao Banco Bradesco o número de seu CPF ou CNPJ e a respectiva conta bancária.

Os acionistas que não tenham feito essa indicação deverão se dirigir a uma agência do Banco Bradesco para atualização dos dados cadastrais.

Os acionistas detentores de ações custodiadas na B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão, receberão os JCP por intermédio de seus agentes de custódia e os acionistas detentores de ADRs (American Depositary Receipts) receberão os JCP por meio do JP Morgan Chase Bank, instituição depositária contratada.

 

Dividendos: Ultrapar (UGPA3) paga R$ 439,6 milhões nesta sexta-feira (15)

A Ultrapar (UGPA3) aprovou a distribuição adicional de R$ 440,0 milhões (R$ 439.684.392,40) em dividendos, equivalente a R$ 0,40 por ação, em complemento ao pagamento de dividendos em agosto de 2023, na ordem de R$ 274,0 milhões, e que totaliza R$ 713,0 milhões (R$ 0,65 por ação e dividend yield de 3,70%).

O pagamento vai ser realizado a partir desta sexta-feira, 15 de março, sem remuneração ou atualização monetária.

A data-base escolhida para o direito ao recebimento do dividendo (record date) foi a quinta-feira retrasada, 7 de março, no Brasil, e 11 de março, nos Estados Unidos. 

Desta forma, as ações passarão a ser negociadas “ex-dividendos” a partir de 8 de março de 2024, tanto na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) quanto na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). 

 

Dividendos e JCP: Intelbras (INTB3) paga mais de R$ 110 milhões nesta sexta-feira (15)

O conselho de administração da Intelbras (INTB3) aprovou a declaração e o pagamento de dividendos adicionais, à conta do resultado do segundo semestre de 2023, no valor de R$ 58.558.085,87, equivalente a R$ 0,178742674 por ação. 

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão do dia 4 de março.

Pagamentos são efetuados nesta sexta-feira, 15 de março. 

Neste mesmo dia, a companhia disponibiliza créditos referentes ao pagamento de juros sobre o capital próprio (R$ 52,5 milhões) aos acionistas com direito ao recebimento dos juros sobre o capital próprio, cujo pagamento e declaração foram aprovados em reunião do conselho de administração (CA) de 20 de dezembro passado.

Tem direito a esses JCP acionistas titulares de ações de emissão da Intelbras ao final do pregão do dia 26 de dezembro de 2023. As ações são negociadas “ex-juros sobre capital próprio” desde o dia 27 de dezembro de 2023.

 

JCP: Banrisul (BRSR6) vai pagar R$ 50 milhões a quem mantiver ações até hoje (15)

O conselho de administração de Banrisul (BRSR6) aprovou o pagamento de R$ 50 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP). Os proventos distribuídos referem-se ao 1º trimestre deste ano.

O montante corresponde ao valor bruto de: 

  • - R$ 0,12225702 por ação ordinária (ON)(BRSR3) - R$ 0,10391847 líquidos;
  • - R$ 0,12225702 por ação preferencial classe A (PNA)(BRSR5) - R$ 0,10391847 líquidos; e
  • - R$ 0,12225702 por ação preferencial classe B (PNB)(BRSR6) - R$ 0,10391847 líquidos. 

 

Serão beneficiados os acionistas que estiverem inscritos nos registros da sociedade nesta sexta-feira, 15 de março. As ações passarão a ser negociadas “ex-direitos” aos juros intermediários a partir da próxima segunda-feira, 18 de março. 

Créditos serão efetuados no dia 27 de março de 2024.