segunda, 27 de maio de 2024
Ações

Destaques corporativos: Cury (CURY3), Gol (GOLL4), Inter (INBR32), Sanepar (SAPR4) e mais

Veja aqui as principais notícias das grandes empresas brasileiras, entre avisos aos acionistas, comunicados ao mercado, fatos relevantes e mais informações da imprensa especializada

17 janeiro 2024 - 17h30Por Redação SpaceMoney
GolGol - Crédito: Gol/Divulgação

Braskem (BRKM5), Cury (CURY3), Gol (GOLL4), Inter (INBR32) e Sanepar (SAPR4) são algumas das empresas que protagonizam o noticiário corporativo desta quarta-feira, 17 de janeiro:

 

Empresas

Veja aqui as principais notícias das grandes empresas brasileiras, entre avisos aos acionistas, comunicados ao mercado, fatos relevantes e mais informações da imprensa especializada:

 

Alupar (ALUP11): Fitch reafirma ratings e mantém perspectiva estável

 

Ambev (ABEV3) vai patrocinar carnaval de SP com R$ 26,6 milhões

A Ambev (ABEV3) vai patrocinar o Carnaval de rua de São Paulo de 2024, pelo terceiro ano consecutivo. Isso porque, a empresa venceu o pregão nesta terça-feira (16) ao fazer um lance de R$ 26,6 milhões – R$ 1 milhão a mais do que foi investido pela empresa no ano passado.

A Prefeitura de São Paulo afirmou, em nota, que o pagamento será realizado em parcela única, no dia 23 de janeiro. Após esta etapa, os representantes da empresa vão se reunir com os representantes da Secretaria Municipal de Subprefeituras.

Neste ano, o Carnaval de São Paulo terá 637 desfiles oficiais de 579 blocos aprovados pela Comissão Especial de Organização do Carnaval de Rua 2024.

 

Americanas (AMER3) terá novo diretor de Operações, segundo blog 

 

Alexandre Cobra, que atuava há dois anos como secretário-geral da SAF do Cruzeiro, será diretor de Operações na Americanas (AMER3), segundo informações do blog de Lauro Jardim no jornal Globo. 

O executivo entrará no lugar de Eduardo Gabardo, demitido no mês passado. Luiz Bentes, ex-Alvarez & Marsal, está sendo contratado para comandar a logística. Bentes entrará no cargo de Edson Shimada, que também foi desligado no mês passado.

As informações são do Blog de Lauro Jardim, do jornal Globo. 

 

Banco do Brasil (BBAS3): BBA eleva preço-alvo da ação e destaca 12% de DY

 

Nesta quarta-feira (17), o Itaú BBA elevou o preço-alvo da ação do Banco do Brasil (BBAS3) para R$ 65,00 (de R$ 59 antes) e reiterou sua recomendação de compra.

O banco pontua que a companhia oferece valor, crescimento e um forte rendimento de dividendos (dividend yield) de 12%.

"Após um 2023 forte, esperamos um crescimento anual de 9% na receita e 10% no lucro líquido, rendendo outro ROE (retorno sobre patrimônio) acima do setor, de 21%", afirmam os analistas Mateus Raffaelli, Pedro Leduc e William Barranjard. 

Apesar do desempenho do ano passado, o BBA explica que o ativo permanece descontado e agora está sendo negociado a 0.8x P/B e 4x P/E. O Banco do Brasil está mais uma vez entre as principais escolhas do ano para a casa.

 

Braskem (BRKM5) fecha contrato com a Shell para produção de plástico circular

A Braskem (BRKM5) comunicou nesta quarta-feira (17), que assinou um contrato com a Shell para produzir polipropileno (PP) circular a partir de resíduos plásticos mistos.

Veja.

 

Braskem (BRKM5): CNJ e CNMP começa a monitorar desdobramentos no caso em Maceió

 

Cury (CURY3)

A Cury (CURY3) reportou que seus lançamentos somaram Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 856,6 milhões no quarto trimestre de 2023, alta de 54% quanto ao mesmo período de 2022.

As vendas líquidas da empresa cresceram 20% naquele intervalo, para R$ 904,7 milhões.

Veja dados completo.

 

Cury (CURY3): como a Órama e o BBI avaliam os dados do quarto trimestre?

 

Equatorial (EQTL3) promove dança das cadeiras entre três executivos

 

Gol (GOLL4)

A Gol (GOLL4) informou que não há, até agora, qualquer definição sobre a forma de implementação de uma reestruturação de capital da companhia.

Veja.

 

GPA (PCAR3): vale a pena investir na ação? Veja o que diz a XP

 

Inter (INBR32)

Na noite da última terça-feira (16), o Inter (INBR32) anunciou o início de uma oferta pública subsequente de até 32.000.000 de suas ações ordinárias Classe A.

Em conexão com a oferta, a instituição financeira concedeu aos coordenadores globais da operação a opção de alocar até 4.800.000 ações ordinárias Classe A adicionais. 

Acionistas não têm qualquer direito de preferência ou prioridade para subscrever ações no âmbito da oferta.

O Inter pretende utilizar os recursos líquidos da oferta para fins corporativos gerais.

O Goldman Sachs & Co. LLC e o BofA Securities, Inc. atuam como coordenadores globais na oferta, que se sujeita a condições de mercado e outras, e não pode haver garantia sobre se ou quando a oferta possa ser concluída, ou quanto ao tamanho final ou aos seus termos.

 

Inter (INBR32): Genial analisa follow-on e recomenda compra no BDR 

Na noite da última terça-feira (16), o Inter (INBR32) anunciou o início de uma oferta pública subsequente (follow-on) de até 32 milhões de suas ações ordinárias Classe A.

Com a oferta, a instituição financeira concedeu aos coordenadores globais da operação a opção de alocar até 4.800.000 ações ordinárias Classe A adicionais. A oferta será coordenada pelo Bank of America e Goldman Sachs.

Para a Genial Investimentos, considerando as ações adicionais, o volume da oferta pode equivaler a aproximadamente 9% do valor de mercado. Além disso, o banco divulgou um guidance para o quarto trimestre de 2023 com um lucro estimado de R$ 150 milhões a R$ 155 milhões. 

Já o ROE (retorno sobre patrimônio) é de 8% – 8,3%. A projeção de lucro está 20% acima da projeção da Genial e reflete um aumento de aproximadamente 40% no lucro na base trimestral. 

"Apesar da notícia ser negativa em termos de fluxo (oferta e demanda) no curto prazo, já que deve segurar o desempenho das ações, acreditamos que o Inter está passando por um forte processo de melhora de rentabilidade evidenciada pelo novo guidance", afirmam os analistas Eduardo Nishio, Felipe Oller e Wagner Biondo. 

A Genial recomenda compra no BDR #INBR32, com preço-alvo de R$ 31,70. O preço calcula uma alta de 32% no ativo. Nesta quarta-feira (17), por volta de 15:03, os BDRs recuavam 2,20%, a R$ 23,96. 

 

IRB Brasil (IRBR3): S&P reafirma rating brAA+

 

Iochpe Maxion (MYPK3): BlackRock reduz participação e detém 4,9% de ações ordinárias

 

Localiza (RENT3) deve começar a entregar crescimento relevante, segundo Goldman Sachs

O Goldman Sachs ajustou as suas estimativas para as ações da Localiza (RENT3) antes dos resultados do quarto trimestre de 2023. 

O banco acredita que a companhia tem espaço para registrar um lucro líquido de BRL 767 milhões no trimestre, o que deve reforçar a visão de que o terceiro trimestre representou um ponto de inflexão nos ganhos da empresa.

"Em nossa visão, a empresa está agora pronta para entregar um crescimento relevante nos próximos trimestres", afirmou o GS. No longo prazo, a instituição destaca que a empresa tem potencial para R$ 5,0 bilhões de lucro líquido em 2025E (com um P/E implícito de ~13x).

Os pontos destacados pelo banco são que as margens de venda de carros usados já convergiram para níveis de um dígito; as taxas de juros estão caindo e a depreciação se estabilizando; e a empresa retoma sua forte tendência de crescimento de volume.

Neste sentido, os analistas reiteram uma visão otimista sobre a ação RENT3, com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 86,10. A projeção calcula upside de 40% no papel. 

Nesta quarta-feira (17), por volta de 12:48, as ações da empresa subiam 0,48%, a R$ 60,57. 

 

 

MRV (MRVE3) nega redução de projeções do guidance para o ano de 2024

A MRV (MRVE3) encaminhou aos seus acionistas e ao mercado em geral um comunicado em que esclarece os recentes rumores sobre uma possível redução de suas projeções para 2024, com margens mais espremidas e corte do lucro projetado, como havia sido veiculado pelo site Money Times.

Leia mais.

 

MRV (MRVE3): Santander reduz projeções, mas recomenda compra na ação

 

Petrobras (PETR4) pretende elevar produção de diesel em 40% no Brasil

 

A Petrobras (PETR3; PETR4) anunciou uma expansão da capacidade de produção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, em 13 milhões diários de diesel S10.  

O valor projetado deve aumentar em até 40% a capacidade da estatal de fornecer o combustível ao mercado brasileiro. As informações foram repassadas pela companhia nesta quarta-feira (17) em entrevista coletiva no Recife. 

O investimento faz parte do Plano Estratégico 2024-28 e também está previsto no Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. 

O projeto faz parte do plano de negócios da estatal que já foi anunciado, e prevê US$ 17 bilhões em projetos de refino, transporte e comercialização.

Segundo a Petrobras, essa expansão – chamada de Trem 2 – já está em fase de contratação e as obras devem começar no segundo semestre com conclusão prevista para 2028.

Com informações da CNN Brasil. 

 

Plano&Plano; (PLPL3): Bradesco BBI recomenda compra na ação; confira

A Plano&Plano (PLPL3) registrou R$ 1,4 bilhão em Valor Geral de Vendas (VGV) no quarto trimestre de 2023, com doze projetos. A companhia reportou sua prévia operacional na última terça-feira, 16 de janeiro. 

As vendas líquidas atingiram um novo trimestre recorde, totalizando R$ 1,3 bilhão. Já a velocidade das vendas (VSO) em doze meses foi de 49,5%. 

Para o Bradesco BBI, o impacto do resultado na tese da companhia é neutro. Apesar de reportar números muito fortes no quarto trimestre, o banco ressalta que o resultado era esperado, impulsionado pelo programa Pode Entrar.

"Mesmo excluindo o Pode Entrar, os números permaneceram robustos (aumento de 32% em lançamentos e 19% em vendas em relação ao ano anterior), uma vez que a empresa está em um bom momento operacional", ressaltam os analistas.

Neste sentido, o BBI mantém sua recomendação de compra em #PLPL3. Nesta quarta-feira, 17 de janeiro, por volta de 11:12, as ações da companhia subiam 3,85%, a R$ 11,87. 

 

 

Rumo (RAIL3): ação cai quase 3%, com rebaixamento na recomendação do Goldman Sachs; entenda o corte

 

Sanepar (SAPR4)

A Sanepar (SAPR4) iniciou oferta de R$ 600 milhões em debêntures com prazo de seis anos; operação, voltada a investidores profissionais, deve ser liquidada na próxima sexta-feira (19).