segunda, 27 de maio de 2024
Ações

Casas Bahia (BHIA3): 69,00% do endividamento vai ter vencimento ao longo prazo

Acordo para reperfilamento de emissões de Cédulas de Crédito Bancário foi firmado, informou o jornal Valor Econômico

29 fevereiro 2024 - 20h16Por Lucas de Andrade

O Grupo Casas Bahia (BHIA3) assinou com instituições financeiras um acordo para o reperfilamento de suas emissões de Cédulas de Crédito Bancário e da 9° emissão de debêntures da companhia que, juntas, somam R$ 1,5 bilhão.

As dívidas reperfiladas, que teriam vencimento entre 2024 e 2025, terão um novo vencimento de três anos. A amortização do principal vai ocorrer após a carência de dezoito meses, em pagamentos trimestrais de 5%, após carência, e 70% no trigesimo sexto mês.

O custo das operações foi definido à taxa do CDI mais 4% ao ano.

A posição de caixa e recebíveis de cartões e outros recebíveis totalizou R$ 3,6 bilhões ao fim de dezembro, de acordo com dados preliminares e não auditados.

Com relação ao endividamento, no valor de R$ 3,90 bilhões, aproximadamente 41,00%, ou R$ 1,70 bilhão, possuía vencimento no longo prazo. Com o reperfilamento de dívidas, 69,00% do endividamento do Grupo Casas Bahia vai ter vencimento no longo prazo.

A conclusão do reperfilamento de dívidas está sujeita à negociação dos documentos definitivos e aprovações finais por parte dos respectivos credores, bem como outras condições usuais nesse tipo de transação.