Menu
Busca sábado, 16 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Avaliação

Via dispara com alta nas vendas digitais; Mirae e Ativa mantêm recomendação de compra

Papéis da Via subiam 3% nesta quinta-feira após a companhia reportar lucro líquido de R$ 180 milhões no 1T21, desempenho 1.284% maior que o do 1T20

13 maio 2021 - 10h46Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Os papéis da Via subiam 3% nesta quinta-feira (13) após a companhia reportar lucro líquido de R$ 180 milhões no primeiro trimestre de 2021, um desempenho 13 vezes maior (1.284%) em relação ao mesmo período do ano anterior.

Perto das 10h30, a ação era negociada a R$ 12,05, com alta acumulada de 1,86% nos últimos trinta dias e queda de 2,5% nas últimas 52 semanas.

Para os analistas da Mirae Asset, os resultados mostraram um forte crescimento nas vendas online, “sendo esse um evento positivo para a empresa, mesmo diante de um resultado mais fraco do que o esperado”.

Eles esperam que a companhia continue agregando serviços nas vendas online e aplicativos, para fazer frente à concorrência, e que as vendas físicas também aumentem com a reabertura das lojas e aumento da vacinação.

Os analistas mantiveram a recomendação de Compra, com preço-alvo de R$ 19,68.

XP Investimentos
Para a XP Investimentos, as diversas iniciativas nas frentes operacional, logística e financeira, anunciadas pela companhia junto ao balanço e a serem entregues em 2021, estão na direção correta e devem gerar valor ao longo do tempo.

No entanto, eles continuam a esperar um cenário competitivo bastante desafiador para este ano, mencionando a competição com players internacionais como Amazon (NASDAQ:AMZN) e Alibaba, “que deve trazer volatilidade para as ações do setor no curto prazo”.

Assim, os analistas mantiveram a recomendação Neutra, com preço-alvo de R$ 20.

Ativa Investimentos
Já a Ativa Investimentos também destacou o forte crescimento das vendas online, que passaram a representar 56% da venda total da empresa.

Eles apontaram ainda para a omnicanalidade e a força logística da companhia como pontos positivos do resultado, “tendo em vista que ajudam a melhorar a experiência do cliente ao longo de toda a sua jornada como consumidor”.

Do lado negativo, os analistas disseram que o resultado das lojas físicas, 11,6% abaixo das projeções, afetaram negativamente o lucro da companhia.

A Ativa manteve a recomendação de Compra, com preço-alvo de R$ 18,30.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: