Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Radar corporativo

Ultrapar, Braskem e GPA puxam quedas após balanços; Ambev sobe

Essas são as principais notícias corporativas do dia

06 maio 2021 - 11h03Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Ultrapar, GPA, Taesa, AES Brasil e Braskem eram alguns dos papéis que reagiam negativamente aos respectivos balanços nesta quinta-feira (6), ajudando a arrastar o Ibovespa para baixo. Na ponta positiva, a Ambev (SA:ABEV3) e a Totvs se destacavam após um trimestre surpreendente. Essas são as principais notícias corporativas de hoje:

Ultrapar (SA:UGPA3) - A Ultrapar, cujos ativos incluem a rede de postos de Ipiranga e a distribuidora de gás Ultragaz, informou nesta quarta-feira que seu lucro de janeiro a março somou R$ 137,4 milhões, queda de 18,7% ante mesma etapa de 2020. O papel caía 3,31%, a R$ 21,05.

Engie Brasil - A Engie Brasil Energia (SA:EGIE3) registrou lucro líquido de R$ 529 milhões no primeiro trimestre, alta de 3,3% ante o mesmo período de 2020, informou a companhia nesta quarta-feira. O papel subia 0,5%, a R$ 40,41.

Totvs (SA:TOTS3) - A Totvs teve alta de 31% no lucro do primeiro trimestre, com impulso de ganhos de clientes em assinaturas de software e de serviços como computação em nuvem. A empresa de tecnologia e produtos de crédito informou nesta quarta-feira que teve lucro líquido de R$ 80,65 milhões de janeiro a março, acima dos R$ 61,1 milhões um ano antes. Os papéis subiam 4,42%, a R$ 34,01.

Taesa (SA:TAEE11) - A transmissora de energia elétrica Taesa registrou lucro líquido de R$ 555,9 milhões no primeiro trimestre de 2021, um avanço de 42,1% na comparação anual, informou a companhia nesta quarta-feira em balanço financeiro. A ação caía 1,87%, a R$ 13,11.

AES Brasil - A geradora de energiaAes Brasil (SA:AESB3) registrou lucro líquido de R$ 93 milhões no primeiro trimestre do ano, uma alta de 23% na comparação anual, impulsionado pelo aumento na margem das fontes eólica, solar e hídrica, associado ao bom desempenho operacional dos projetos. A ação caía 0,96%, a R$ 14,47.

Copel (SA:CPLE6) - A Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou no primeiro trimestre de 2021 lucro líquido de R$ 795,174 milhões, o que representa uma alta de 55,6% na comparação anual. O crescimento, segundo a empresa, reflete a maior receita operacional líquida, a equivalência patrimonial e o acréscimo do resultado financeiro. Os papéis subiam 0,66%, a R$ 6,07.

Braskem (SA:BRKM5) - A Braskem teve lucro líquido de R$ 2,5 bilhões de reais de janeiro ao fim de março, revertendo prejuízo bilionário de um ano antes, impulsionada por forte aumento na receita e queda no resultado financeiro negativo. A ação caía 2,07%, a R$ 51,01.

GPA (SA:PCAR3) - O GPA teve lucro líquido de R$ 127 milhões no primeiro trimestre, ante prejuízo de R$ 119 milhões um ano antes, favorecido por aumento das vendas e redução das despesas. O papel caía 3,6%, a R$ 36,42.

Klabin (SA:KLBN11) - A Klabin anunciou nesta quarta-feira que vai instalar uma máquina de papel cartão na segunda fase de construção de sua fábrica no Paraná. A mudança dos planos, que antes previam a produção de papel kraft, exigirá investimento adicional de R$ 2,6 bilhões no projeto. Os papéis caíam 1,79%, a R$ 27,39.

Bradesco (SA:BBDC4) - O Bradesco anunciou nesta quarta-feira a meta de direcionar R$ 250 bilhões a setores e ativos de impacto socioambiental positivo por meio dos seus negócios até 2025. A ação subia 0,29%, a R$ 23,91.

--Com Reuters, Estadão Conteúdo e Agência Brasil.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: