terça, 09 de agosto de 2022
[E-BOOK - COMO INVESTIR 50K - SPACENOW DESKTOP - 200X74]
BDRs

Quer ser sócio da Tesla? Veja como comprar ações de empresas americanas

Segundo a Anbima, no primeiro trimestre deste ano, os investimentos em fundos com ativos no exterior cresceram 40% em relação ao mesmo período de 2019

25 agosto 2021 - 13h52Por Redação SpaceMoney

O mercado de capitais americano é, sem dúvidas, o maior do mundo. Somando as duas bolsas de valores dos EUA (NYSE e Nasdaq), estão à disposição dos investidores ações de mais de seis mil empresas, que concentram juntas quase U$ 30 trilhões em valor de mercado.

Esse valor corresponde a mais da metade de todos os negócios realizados em todo o planeta e estão incluídas aí as gigantes multinacionais que fazem parte do nosso dia a dia, como McDonald´s, Facebook, Nike, Apple e muito mais. 

Para se ter uma ideia da diferença em volume de negócios, em junho de 2020 a consultoria Economatica fez uma simulação em que o volume de dinheiro negociado durante todo o mês por todas as empresas da bolsa de valores brasileira foi somado e comparado, lado a lado, com papéis de empresas americanas.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Naquele período, as ações de empresas brasileiras movimentaram cerca de US$ 5,59 bilhões, muito abaixo da Apple, por exemplo, que (sozinha) movimentou US$ 12 bilhões nos EUA.  

Não à toa, os investidores cada vez mais procuram maneiras de se informar sobre esse mercado e aplicar seus recursos como estratégia de diversificação para as suas carteiras.

Segundo dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), no primeiro trimestre deste ano, os investimentos em fundos com ativos no exterior (incluindo títulos, ações e cotas de outros fundos) cresceram 40% em relação ao mesmo período de 2019, chegando a R$ 735 bilhões. 

Tem interesse em comprar ações dessas gigantes mundiais? Confira!

Aqui ou lá fora

Não é preciso estar nos EUA para investir na bolsa com as maiores empresas do mundo.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250 - TESTE A/B - 22-6-2022]

Por meio da internet, você poderá fazer a aplicação do seu patrimônio tanto por meio das corretoras nacionais quanto daquelas sediadas no exterior, que investem diretamente.

Para quem quer manter o dinheiro no Brasil, existem os BDRs (Brazilian Depositary Receipts), que são certificados atrelados a papéis de empresas estrangeiras, isto é, os papéis são adquiridos no exterior por uma corretora, que emite os BDRs em território nacional.

Ou seja: você adquire aqui um título que representa uma ação que está listada em uma bolsa de valores estrangeira. Seu investimento ganhará ou perderá valor na mesma medida que a ação, mas você não é efetivamente um sócio da empresa. 

Porém, se você quer comprar ações da Tesla (TSLA) e começar a investir no mercado de automóveis elétricos, por exemplo, é possível. Quem se tornou sócio do bilionário Elon Musk em 28 de julho deste ano já obteve um crescimento de cerca de 12% em um mês.

No período, as ações passaram de R$ 103 para mais de R$ 115. Isso significa que, caso tivesse investido R$ 5 mil, em menos de 30 dias a sua aplicação já teria rendido R$ 600.

No mesmo período, caso o seu dinheiro estivesse alocado no Tesouro Direto, título público distribuído pelo tesouro nacional, que na modalidade prefixada tem rendimento de cerca de 9% ao ano (equivalente a 0,75% ao mês), a mesma aplicação teria rendido apenas R$ 37.

É claro que rentabilidade passada não significa retornos futuros, mas a possibilidade de alta rentabilidade que essas grandes empresas oferecem e a vantagem de receber os rendimentos em dólar — uma vez que a moeda não deve ficar abaixo de R$5 até o final de 2021, segundo economistas consultados pelo relatório Focus, publicado pelo Banco Central em 23 de agosto — são dois dos fatores mais atrativos para os investidores brasileiros.

Como comprar ações da bolsa de valores americana?

Se o seu objetivo é tornar-se sócio das maiores empresas do planeta, o caminho é abrir uma conta em uma corretora que tem sede no exterior e faça a intermediação.

A aplicação é feita diretamente na bolsa americana, sem intermediários. A conversão entre o dólar e o real é feita de forma automática pela corretora, tanto para a compra das ações quanto para o recebimento dos rendimentos na hora da venda dos papéis.

Ou seja: além de ganhar com a valorização das ações é possível também é possível rentabilizar com o câmbio, caso — no momento da venda das ações — o dólar esteja valorizado em relação ao real

Com toda essa facilidade, seu único trabalho é escolher em quais das maiores empresas do planeta você quer investir.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: