Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Boletim Focus

Projeção para IPCA sobe pela 16ª semana consecutiva; câmbio cai

30 novembro 2020 - 09h06Por Agência Brasil

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com — Os economistas consultados pelo Banco Central para mais uma edição do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (30), elevaram a projeção de alta do PIB em 2021 pela segunda semana seguida e subiram, pela décima sexta semana consecutiva, a projeção do IPCA para o fim de 2020, acima do piso mínimo de tolerância de 1,5 ponto percentual, mas abaixo do centro da meta de inflação de 4%.

Inflação

Os analistas elevaram a estimativa de inflação para o final do ano de 3,45% para 3,54%. Há quatro semanas, o mercado via uma inflação encerrando 2020 em 3,02%. A nova estimativa segue abaixo do centro da meta de 4%, mas acima do piso mínimo de tolerância de 1,5 ponto percentual.

Em relação ao IPCA do próximo ano, as estimativas subiram para 3,47%, enquanto há quatro semanas estavam em 3,11%. Já entre os cinco maiores acertos do Boletim, o chamado TOP-5 de curto prazo, a previsão do IPCA no fim do ano subiu de 3,52% para 3,54%, enquanto há quatro semanas era de 3,16%.

Para 2021, o TOP-5 manteve a expectativa de alta de 3,37%.

PIB

Os economistas aliviaram as estimativas para a queda do PIB no fim do ano, com recuo projetado de 4,5% na atividade, enquanto na semana passada estava em queda de 4,55%. Há quatro semanas, esperavam que o PIB caísse 4,81%.

Para 2021, a estimativa de expansão subiu para 3,45%, acima da previsão de 3,34% de quatro semanas atrás. Já o avanço do PIB em 2022 e 2023 se manteve em 2,5% para os dois anos.

Selic

Os analistas mantiveram, pela vigésima primeira semana consecutiva, a taxa Selic em 2% em 2020, projetando que o Copom não deve adicionar mais cortes adicionais na taxa básica de juros na última reunião do ano em dezembro, como tampouco iniciar um ciclo de alta. O TOP-5 também manteve a projeção da Selic em 2020 em 2%.

Para 2021, os economistas mantiveram a expectativa da Selic em 3%, assim como as projeções de 2022 e 2023 de 4,5% e 6%, respectivamente. O TOP-5 também manteve a previsão da Selic em 3% em 2021, 4% em 2022 e 5,25% em 2023.

Dólar

Em relação ao dólar, as apostas de 2020 baixaram de R$ 5,38 para R$ 5,36 para o fim do ano. Já o TOP-5 cortou a projeção de R$ 5,53 para R$ 5,51. Para 2021, as estimativas se mantiveram em R$ 5,20. O TOP-5, manteve em R$ 5,28.

Em 2022, as projeções ficaram em R$ 5,00, enquanto em 2023 subiram de R$ 4,94 para R$ 4,97. Já o TOP-5 ficou em R$ 4,95 e R$ 5,03 em 2022 e em 2023, respectivamente.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: