Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Boletim Focus

Projeção para IPCA 2020 fica acima da meta do BC; PIB melhora

07 dezembro 2020 - 09h07Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Os economistas consultados pelo Banco Central para a edição do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (7), elevaram a projeção de alta da inflação deste ano para 4,21%, acima da meta de 4% pela primeira vez no ano. No entanto, cortaram a projeção do índice para 2021, agora em 3,34%. O consenso para a queda do PIB melhorou pela quinta semana consecutiva.

Inflação

Os analistas elevaram a estimativa de inflação para o final do ano de 3,54% para 4,21%. Há quatro semanas, o mercado via uma inflação encerrando 2020 em 3,2%. A nova estimativa fica acima da meta de 4% pela primeira vez no ano, mas abaixo do teto de tolerância de 1,5 ponto porcentual.

Em relação ao IPCA do próximo ano, as estimativas caíam de 3,47% para 3,34%, enquanto há quatro semanas estavam em 3,17%. Para 2022, a expectativa ficou em 3,5%.

Já entre os cinco maiores acertos do Boletim, o chamado TOP-5 de curto prazo, a previsão do IPCA no fim do ano também subiu de 3,54% para 4,20%, enquanto há quatro semanas era de 3,15%.

Para 2021, o TOP-5 cortou a expectativa de alta de 3,37% para 3,35%.

A elevação da projeção para 2020 e recuo em 2021 vem na esteira depois de a Aneel informar que os preços da energia elétrica ficarão mais caros a partir deste mês. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu na segunda-feira da semana passada, em reunião extraordinária, reativar o sistema de bandeiras tarifárias nas contas de luz a partir de dezembro, estabelecendo para este mês a bandeira vermelha patamar 2, que prevê as condições mais custosas de geração e impõe custos adicionais ao consumidor.

"A decisão não era esperada, uma vez que a agência havia anunciado bandeira verde em todos os meses até dezembro, e possui impacto de +0,45 p.p. na leitura de dezembro. Incorporamos também, além do efeito da bandeira, revisão de +0,08 p.p. em outros itens, principalmente na parte de alimentos (tubérculos e proteína)", afirmou Júlia Passabom em relatório do Itaú Unibanco.

Já o Barclays (LON:BARC) cita que a expectativa de bandeira amarela em dezembro de 2021 não representaria mais um aumento líquido nas contas em 2021, como teria sido o caso se fosse verde em dezembro de 2020.

PIB

Os economistas aliviaram as estimativas para a queda do PIB no fim do ano pela quinta semana consecutiva, com recuo projetado de 4,4% na atividade, enquanto na semana passada estava em queda de 4,5%. Há quatro semanas, esperavam que o PIB caísse 4,8%.

Para 2021, a estimativa de expansão subiu para 3,5%, acima da previsão de 3,31% de quatro semanas atrás. Já o avanço do PIB em 2022 e 2023 se manteve em 2,5% para os dois anos.

Selic

Os analistas mantiveram, pela vigésima segunda semana consecutiva, a taxa Selic em 2% em 2020, projetando que o Copom de não deve adicionar mais cortes adicionais na taxa básica de juros na última reunião do ano esta semana, como tampouco iniciar um ciclo de alta. O TOP-5 também manteve a projeção da Selic em 2020 em 2%.

Para 2021, os economistas mantiveram a expectativa da Selic em 3%, assim como as projeções de 2022 e 2023 de 4,5% e 6%, respectivamente. O TOP-5 também manteve a previsão da Selic em 3% em 2021, 4% em 2022 e 5,25% em 2023.

Dólar

Em relação ao dólar, as apostas de 2020 baixaram de R$ 5,36 para R$ 5,22 para o fim do ano. Já o TOP-5 cortou a projeção de R$ 5,51 para R$ 5,48. Para 2021, as estimativas baixaram para em R$ 5,10. O TOP-5 manteve em R$ 5,28.

Em 2022, as projeções ficaram em R$ 5,00, enquanto em 2023 caíam de R$ 4,97 para R$ 4,94. Já o TOP-5 ficou em R$ 4,95 e R$ 5,03 em 2022 e em 2023, respectivamente.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: