domingo, 03 de março de 2024
Criptomoedas

Presidente do BC brasileiro afirma que piloto de moeda digital soberana será lançado ainda este ano

A moeda digital nacional soberana teria uma oferta fixa bastante semelhante ao Bitcoin

12 abril 2022 - 10h58Por Redação Spacemoney

O presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, confirmou que o piloto de moeda digital soberana do país será lançado este ano.

A confirmação sobre a moeda digital do banco central ocorreu durante um evento na segunda-feira (11), onde Campos Neto observou que um programa piloto de CBDC ( do inglês Central Bank Digital Currency) poderia entrar em operação no segundo semestre deste ano.

O valor da próxima CBDC seria atrelado ao sistema nacional de pagamento fiduciário STR (Reserve Transfer System). Campos Neto também confirmou que o 'Digital Real' teria um fornecimento fixo e apenas uma certa quantidade dele seria cunhada, bem semelhante ao Bitcoin.

"Isso (usar o STR no Real Digital) é uma forma de criar a digitalização da moeda sem criar uma ruptura nos balanços dos bancos. Esse projeto deve ter algum tipo de piloto no segundo semestre do ano", afirmou.

Durante seu discurso, Neto esclareceu que ainda acredita que a criptomoeda é mais proeminente como forma de investimento do que como forma de pagamento, acrescentando que pode mudar se a adoção entre as massas aumentar.

A confirmação de um piloto de CBDC até o segundo semestre do ano ocorre após um mês da parceria do Banco Central com 9 bancos para auxiliar no desenvolvimento de suas CBDCs. Com a confirmação de Campos Neto, o Brasil se juntaria à crescente lista de países que trabalham em sua moeda digital soberana.

O Brasil está atualmente procurando lucrar com o frenesi e a digitalização das criptomoedas. Além de seu foco no desenvolvimento da CBDC, o país também apresentou uma lei no final de fevereiro para regular o mercado de criptomoedas. Em tramitação há quase três anos, o projeto define vários aspectos do que constitui um ativo virtual (VA), uma corretora ou bolsa, e quais braços do governo federal teriam jurisdição sobre o assunto.

*Com informações do Cointelegraph