Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Abertura de mercado

O que esperar de câmbio e bolsa no Brasil nesta 5ª-feira (13)

Confira aqui as principais notícias, a agenda e o informe corporativo do dia

13 maio 2021 - 09h26Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - O Ibovespa Futuros abriu em alta e subia 0,47% perto das 9h10, enquanto o dólar futuro cai 0,07%, a R$ 5,309, com investidores acompanhando a semana de quedas nas bolsas globais, com dúvidas sobre a manutenção das políticas econômicas acomodativas da maior parte dos bancos centrais mundiais, enquanto, por aqui, as atenções se voltam para a palco da CPI da Covid no Senado.

Ontem, o ex-secretário de Comunicação Social da Presidência da República Fabio Wajngarten, que chegou a ser acusado de mentir e foi ameaçado de prisão, prestou informações relevantes à CPI, como o relato de carta da Pfizer (NYSE:PFE) encaminhada a diversas autoridades do governo federal que ficou dois meses sem resposta.

A carta com oferta de vacinas foi enviada no início de setembro ao presidente Jair Bolsonaro, ao ministro da Economia, Paulo Guedes; aos então ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, e da Casa Civil, Braga Netto, além do vice-presidente Hamilton Mourão e o embaixador do Brasil nos EUA, Nestor Forster.

O documento, compartilhado por Wajngarten com a CPI, alertava para a necessidade de a negociação ser tocada com celeridade, diante da demanda mundial por vacinas. Ainda assim, em novembro, a oferta não havia sido respondida.

Enquanto isso, o Brasil registrou nesta quarta-feira 2.494 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 428.034, informou o Ministério da Saúde. Também foram contabilizados, de acordo com a pasta, 76.692 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 15.359.397.

E no front eleitoral, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria 55% dos votos em uma eventual disputa de segundo turno contra o presidente Jair Bolsonaro, que ficaria com 32%, na eleição presidencial de 2022, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira.

O levantamento também apontou uma expressiva dianteira do petista em relação a Bolsonaro no primeiro turno, com 41% a 23%.

Lá fora, os futuros dos índices americanos recuavam pela quarta sessão seguida, com o Dow Jones, o S&P 500 e o Nasdaq 100 caindo 0,56%, 0,33% e 0,21%, respectivamente. Já o (NYSE:EWZ), principal ETF brasileiro negociado no exterior, recuava 0,68% no pré-mercado em Nova York.

 

Agenda do dia
Bolsonaro
- Partida de Brasília/DF para Maceió/AL, às 7h, cerimônia de Entrega de 500 unidades habitacionais do Residencial Oiticica I, às 10h, Ato de Inauguração do Complexo Viário BR-104/AL e BR-316/AL, às 12h, ato de Inauguração do Canal do Sertão Alagoano, às 14h10, partida de Maceió/AL para Brasília/DF, às 16h.

Guedes - Audiência com o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, às 12h, videoconferência com Cliff Sobel, Valor Capital Founder and Managing Partner, às 15h, reunião com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, às 16h, videoconferência com o presidente da Associação Brasileira de Zonas de Processamento a Exportação, Helson Braga, às 17h.

Campos Neto - Reunião com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, Marcelo Barbosa, Presidente da CVM, Brian Brooks, Former US Comptroller of the Currency, Cliff Sobel, Valor Capital Founder and Managing Partner, e Scott Sobel, Valor Capital Founder and Managing Partner, às 15h.

 

Notícias corporativas
JBS
(SA:JBSS3) - A JB, líder global na área de carnes e segunda maior indústria de alimentos do mundo, registrou lucro líquido de R$ 2 bilhões no primeiro trimestre de 2021, revertendo o prejuízo de R$ 5,93 bilhões do mesmo período do ano anterior, conforme balanço divulgado nesta quarta-feira.

BRF (SA:BRFS3) - A companhia de alimentos BRF reportou lucro líquido de R$ 22,4 milhões no primeiro trimestre de 2021, informou a empresa nesta quarta-feira, com desempenho abaixo da projeção de analistas, que esperavam R$ 112,7 milhões.

Via - A Via, dona das Casas Bahia e do Ponto Frio, reportou lucro líquido de R$ 180 milhões no primeiro trimestre de 2021, apontando um desempenho 13 vezes maior (1.284%) em relação ao mesmo período do ano anterior.

Natura (SA:NTCO3) - A Natura &Co teve prejuízo líquido atribuído a controladores de R$ 155,2 milhões, redução de 81% ante a perda do mesmo período de 2020. O Ebitda ficou em R$ 829,1 milhões, 470% acima do registrado um ano antes.

Cia Hering (SA:HGTX3) - A Cia Hering divulgou nesta quarta-feira lucro líquido de R$ 19,8 milhões para o primeiro trimestre ante desempenho positivo de R$ 5 milhões no mesmo período de 2020.

Hapvida (SA:HAPV3) - A companhia, que em março selou a compra do Grupo Notre Dame Intermédica (SA:GNDI3), anunciou nesta quarta-feira que teve lucro líquido de R$ 151,8 milhões de janeiro a março, queda de 7,7% em relação à mesma etapa de 2020.

MRV (SA:MRVE3) - A MRV anunciou nesta quarta-feira que seu lucro líquido consolidado no período somou R$ 137 milhões, aumento de 30,9% sobre um ano antes.

SLC Agrícola (SA:SLCE3) - A SLC Agrícola registrou alta de 140,9% no lucro líquido do primeiro trimestre ante o mesmo período do ano anterior, para R$ 376,8 milhões, com aumento do valor dos ativos biológicos de soja, em meio a preços mais altos das commodities agrícolas.

Eneva (SA:ENEV3) - A Eneva registrou um lucro líquido de R$ 203 milhões no primeiro trimestre, alta de 13% ante o mesmo período de 2020, com impulso da grande geração térmica da companhia em meio aos baixos níveis históricos dos reservatórios de hidrelétricas no início do ano, disse nesta quarta-feira o diretor de Finanças, Marcelo Habibe.

Guararapes - A Guararapes Confecções (SA:GUAR3), dona da rede de lojas Riachuelo, registrou prejuízo líquido de R$ 104,9 milhões no primeiro trimestre de 2020, 120,8% superior ao prejuízo de R$ 47,5 milhões do mesmo período de 2020.

Eletrobras (SA:ELET3) - A Eletrobras registrou um lucro líquido de R$ 1,6 bilhão nos três primeiros meses do ano, resultado 31% superior ao do mesmo período do ano passado.

Eletrobras II - Mudanças sugeridas à medida provisória (MP) de privatização da Eletrobras pelo relator do texto na Câmara, deputado Elmar Nascimento (DEM-BA), podem aumentar chances de aprovação da matéria pelo Congresso, disseram analistas de bancos em relatórios, embora com a ressalva de que algumas das propostas podem enfrentar resistência no mercado de energia.

B3 (SA:B3SA3) - A B3 divulgou seus dados operacionais do mês de abril. A movimentação média diária no mercado à vista de ações ficou em R$ 31,501 bilhões, alta de 13,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

Petrobras (SA:PETR4) - A Petrobras assinou um contrato com a Açu Petróleo que a permitirá mais do que dobrar o volume de óleo exportado por meio do empreendimento, disse o terminal privado do Porto do Açu em comunicado nesta sexta-feira.

Ipiranga - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) condenou nesta quarta-feira as distribuidoras Ipiranga e Rejaile por formação de cartel no mercado de distribuição e revenda de combustíveis em Santa Catarina. No mesmo processo, foram condenados ainda 17 postos de combustíveis e 18 pessoas físicas da cidade de Joinville (SC).

Copel (SA:CPLE6) - A elétrica Copel recebeu carta da BNDESPar indicando que o banco BTG Pactual (SA:BPAC11) foi escolhido como coordenador líder de uma oferta pública secundária de ações da companhia paranaense detidas pelo braço de participações do BNDES, que envolverá até 24% do capital social da empresa.

BR Distribuidora (SA:BRDT3) - Os presidentes da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, e da BR, Wilson Ferreira Júnior, vão se encontrar até o início da semana que vem. Entre os temas a serem discutidos está a venda da participação remanescente da estatal na distribuidora de combustíveis, de 37,5%.

Suzano (SA:SUZB3) - A Suzano anunciou nesta quarta-feira que vai investir R$ 14,7 bilhões para erguer o que chama de maior fábrica de celulose de linha única de eucalipto do mundo, prevista para entrar em operação em Ribas do Rio Pardo (MS) no início de 2024.

Unifique - A operadora de telecomunicações sediada em Santa Catarina Unifique submeteu nesta quarta-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) um pedido de registro para uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Havan - A varejista Havan pediu nesta quarta-feira o registro de companhia aberta, possivelmente voltando aos planos de uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) que foi suspensa em outubro.

- Com Reuters, Agência Brasil e Estadão Conteúdo.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: