terça, 05 de julho de 2022
[OGF - VIP - SPACENOW DESKTOP - TESTE A/B - 22-6-2-22]
O que influencia o dia

Novos nomes para Petrobras, pós-Fed e alívio na China: veja as principais notícias de hoje (7)

Fique por dentro dos cinco principais assuntos que movimentarão os mercados em todo o mundo nesta quinta-feira

07 abril 2022 - 09h18Por Investing.com
IPE - NECTON - BILBOARD TOPO 2 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS E DEMAIS]

Por Geoffrey Smith e Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - Os mercados de títulos americanos se acalmam e os mercados de ações se consolidam após dois dias difíceis de ajuste de olho no que o Federal Reserve falaria sobre o aperto da política monetária.

A China deve aliviar a política monetária, à medida que sua economia entra em contração devido à disseminação do Covid-19. 

Samsung (KS:005930) e Mercedes-Benz mostram os dois lados de uma escassez contínua de chips de silício em todo o mundo, enquanto os preços do petróleo tentam ficar abaixo de US$ 100 após dados de estoque mais baixos dos EUA e da Shell (NYSE:SHEL) dizerem que sua saída da Rússia custou US$ 5 bilhões.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Novos nomes são indicados para o comando a Petrobras (SA:PETR4).

Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros na quinta-feira, 7 de abril:

1. Os títulos se acalmam após ata hawkish do Fed

Uma medida de calma retornou aos títulos à medida que o mercado se ajustava à probabilidade de mais um aumento de meio ponto pelo Federal Reserve nos próximos meses.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

A ata da última reunião do Fed em março, divulgada na quarta-feira, 06, indicou que apenas a incerteza criada pela invasão da Ucrânia pela Rússia o impediu de aumentar a taxa de juros do Fed em 50 pontos-base, e também mostrou preocupação com as percepções de que o banco central banco estava “atrás da curva” no combate à inflação.

O rendimento do Tesouro de 10 anos recuava 0,29% às 08h12, a 2,60%, enquanto o rendimento de 2 anos – mais sensível às expectativas para as taxas oficiais de curto prazo – caía 2,19%, a 2,44%.

A enxurrada de palestrantes do Fed da semana continua na quinta-feira com intervenções de John Williams, de Nova York, Charles Evans, de Chicago, e Raphael Bostic, de Altanta.

[NECTON IPE -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

A secretária do Tesouro e ex-presidente do Fed, Janet Yellen, também falará às 11h30.

Espera-se que os dados iniciais de pedidos de auxílio-desemprego da semana mostrem demissões ainda em níveis historicamente baixos em torno de 200.000

O resto do mundo pode estar em aperto da política monetária, mas a China está prestes a afrouxá-la.

O Conselho de Estado disse em comunicado que usará a política monetária em um "momento apropriado" para apoiar uma economia que entrou em modo de contração em março, de acordo com três pesquisas de negócios divulgadas no início desta semana.

O Conselho disse que os riscos para a economia “intensificaram-se” e “superaram as expectativas” em algumas áreas.

O anúncio ocorre quando os moradores de Xangai, bloqueados desde a semana passada para testes em massa de Covid-19, começam a ficar sem alimentos frescos, segundo relatos de pessoas na cidade.

A cidade registrou um recorde de 20.000 novas infecções na quarta-feira, apesar das medidas draconianas.

2. Novas indicações à Petrobras

O fim da novela das indicações do governo para a Petrobras se aproxima com a recomendação de José Mauro Ferreira Coelho para a presidência da estatal e Márcio Andrade Weber para comandar o conselho de administração da companhia.

Ferreira Coelho chega como uma escolha técnica do setor de energia.

Ele preside o conselho de administração da estatal PPSA.

Ainda não ficou claro se haverá tempo até a próxima quarta-feira (13), para quando foi marcada a votação para os cargos na Assembleia, para que o seu nome seja aprovado pelas instâncias internas de governança da Petrobras, responsáveis por garantir o seguimento das regras internas da empresa e da Lei das Estatais.

Já Weber integra o atual conselho da Petrobras, o que garante o respeito dos outros membros do colegiado e aponta a sua experiência na área.

Weber já tem o aval das instâncias internas da companhia, mas precisa deixar de prestar consultoria a fornecedores da estatal.

Às 08h17, as ADRs subiam 0,61% no pré-mercado.

3. Buffett vai às compras

As ações dos EUA devem abrir ligeiramente em alta após dois dias seguidos de perdas causadas por temores de uma política monetária mais apertada e uma intensificação das interrupções na economia global pela guerra da Rússia na Ucrânia.

Às 08h15, os futuros da Dow Jones subiam 0,1%, enquanto os da S&P 500 e os da Nasdaq 100 avançavam 0,16% e 0,27%, respectivamente. O Nasdaq Composite perdeu mais de 2% novamente na quarta-feira, enquanto o Dow e o S&P perderam 0,4% e 1,0%, respectivamente.

As ações que provavelmente estarão em foco mais tarde incluem a HP Inc (NYSE:HPQ)(SA:HPQB34), que subiu 10% no pré-mercado depois que a Berkshire Hathaway (NYSE:BRKa) (SA:BERK34), de Warren Buffett, divulgou que comprou uma participação de US$ 4,2 bilhões na empresa.

Também em foco estará a Meta Platforms (NASDAQ:FB) (SA:FBOK34), proprietária do Facebook (NASDAQ:FB), que trabalha em um plano para introduzir moedas virtuais, tokens e serviços de empréstimo em seus aplicativos.

Isso ocorre depois que seus planos de lançar uma stablecoin global foram arruinados pelos reguladores.

4. Dois lados da atual escassez global de chips

A contínua escassez global de semicondutores ficou em evidência em divulgações noturnas na Ásia e na Europa.

A Samsung, uma das maiores fabricantes de chips do mundo, disse que seu lucro operacional nos três meses até março será de cerca de US$ 11,6 bilhões, acima do esperado e seu melhor trimestre em quatro anos.

Isso se deve em grande parte à forte demanda não apenas por seus chips, mas também por seus smartphones.

Por outro lado, a Mercedes-Benz disse que suas entregas caíram 16% em relação ao ano anterior devido à escassez de chips que a forçou a se concentrar em produtos com margens mais altas.

Suas entregas de veículos movidos a bateria aumentaram 210%, enquanto as entregas de todos os BEVs e híbridos juntos aumentaram 67%.

A chinesa Geely Automobile Holdings Ltd (HK:0175), por sua vez, obteve um ganho de apenas 1% nas entregas ano a ano.

5. O petróleo tentam cair após dados de estoque em baixa

Os preços do petróleo bruto ficaram abaixo de US$ 100 o barril por um tempo, com dados do governo dos EUA confirmando um aumento nos estoques de petróleo e destilados na semana passada.

O bloqueio da China continuou a se fazer sentir na demanda global: os dados mostram os movimentos médios de voos na China no nível mais baixo desde as profundezas do pânico inicial do Covid-19 em Wuhan, há dois anos.

Em notícias corporativas, a Shell (NYSE:SHEL) previu um impacto pós-impostos nos lucros de até US$ 5 bilhões com sua saída da Rússia, mas disse que os lucros ajustados ainda parecerão bons devido ao aumento nos preços do petróleo que impulsionou suas operações comerciais.

Às 08h21, os futuros de petróleo nos EUA avançavam 1,67%, a US$ 102,76 pontos, enquanto os de Brent subiam 1,67%, a US$ 102,76.

 

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content