Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Paraísos fiscais

"Não fiz nenhuma remessa para offshore desde que cheguei ao governo", diz Campos Neto

Vazamento de documentos financeiros revelou uma suposta ligação de líderes e autoridades de todo o mundo a riquezas acumuladas em paraísos fiscais

04 outubro 2021 - 18h11Por Reuters

Por Marcela Ayres, da Reuters - O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta segunda-feira (4) que não fez nenhuma remessa para offshore "em nenhum momento" desde que entrou no governo, e que é importante esclarecer o tema para seguir em diante com agenda.

"Está tudo declarado, inclusive tinha um acesso público pelo site do Senado", afirmou ele, em live promovida pelo jornal Valor Econômico.

"Eu não fiz nenhuma remessa para empresa em nenhum momento desde que cheguei ao governo e não fiz nenhum investimento financeiro em nenhuma empresa. Então eu acho que a gente colocou isso numa mensagem, está bastante claro. E é importante explicar, esclarecer obviamente e seguir em diante com nossa agenda", acrescentou.

Um vazamento de documentos financeiros publicados por várias organizações de notícias no domingo revelou uma suposta ligação de líderes e autoridades de todo o mundo a riquezas acumuladas em paraísos fiscais, entre eles o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

O Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), uma rede de repórteres e organizações de mídia sediada em Washs; Edição de Isabel Versianiington, disse que os arquivos estão ligados a cerca de 35 líderes nacionais atuais e antigos e mais de 330 políticos e autoridades públicas de 91 países e territórios.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: