Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Commodities

Minério de ferro sobe após incidente de Pilbara e demanda antes de feriado na China

Contratos futuros da commodity saltaram para uma máxima de três semanas nesta quinta-feira (30)

30 setembro 2021 - 08h25Por Reuters

Por Enrico Dela Cruz, da Reuters - Os contratos futuros do minério de ferro de Dalian saltaram para uma máxima de três semanas nesta quinta-feira (30), depois que o Fortescue Metals Group interrompeu as operações de mineração em um projeto de Pilbara, enquanto as esperanças de melhora na demanda chinesa no quarto trimestre forneceram mais suporte.

A mineradora Fortescue disse que um funcionário morreu após um colapso do solo do hub Solomon, na região de Pilbara, na Austrália.

O minério de ferro de janeiro na Bolsa de Commodities de Dalian, na China, fechou em alta de 5,4%, a 721,50 iuanes (111,58 dólares) a tonelada, após atingir 758 iuanes, o mais alto desde 8 de setembro, no início do dia.

O minério de ferro de novembro na Bolsa de Cingapura subia 2,15% para 117 dólares a tonelada no início da manhã (horário de Brasília).

Os ganhos desta semana nos mercados futuros de minério de ferro também refletiram a recuperação dos preços spot na principal produtora de aço, China, sustentada em grande parte pela demanda de reabastecimento antes do feriado da Golden Week a partir de 1º de outubro.

O minério de ferro de Dalian, no entanto, teve sua primeira perda trimestral em dois anos e a terceira queda mensal consecutiva, caindo 42% desde o pico recorde em meados de maio.

A cautela prevaleceu nos mercados de metais chineses em meio a cortes de energia que levaram a reduções de produção e ao desastre da Evergrande na China.

"A crise de energia está resultando em muitas siderúrgicas tendo que cortar a produção", disse o estrategista sênior de commodities da ANZ, Daniel Hynes, citando dados da indústria que mostraram um declínio na produção de 7,2% no comparativo mensal nas primeiras duas semanas de setembro.

A escassez de energia reduziu a demanda por minério de ferro, que já foi prejudicada conforme a China busca limitar a produção de aço para reduzir as emissões de carbono.

O vergalhão na Bolsa de Futuros de Xangai subiu 1,2%, enquanto a bobina laminada a quente subiu 0,4%. O aço inoxidável caiu 2,4%.

O carvão metalúrgico de Dalian atingiu o limite de alta do dia de 9% antes do feriado, enquanto o coque saltou 4,4% - ambos também se beneficiando de um aperto de oferta.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: