quinta, 26 de maio de 2022
Em alta

Magazine Luiza (MGLU3) sobe 5,1%; Goldman Sachs corta preço-alvo, mas mantém recomendação de compra

Banco mantém otimismo com o desempenho da varejista para os próximos doze meses

14 janeiro 2022 - 14h16Por Redação SpaceMoney

Por volta das 13:55, as ações da varejista Magazine Luiza (MGLU3) subiam 5,09%, cotadas a R$ 6,40 cada.

As ações da companhia subiam a reboque da notícia de que o setor de varejo cresceu 0,6% na passagem de outubro para novembro.

Leituras do mercado apontam uma resiliência do setor em meio aos números relativamente fracos da Black Friday, e sob constantes pressões inflacionárias e poder de compra dos consumidores reduzido, como apontou o gerente da pesquisa do IBGE, Cristiano Santos, e avaliou a XP em relatório assinado por Rodolfo Margato.

Já o Goldman Sachs manteve o otimismo em relação ao desempenho do Magazine Luiza para os próximos doze meses, apesar da empresa estar entre as que mais se desvalorizaram ao longo de 2021.

O banco revisou o preço-alvo de R$ 13,00 para R$ 12,00, com potencial de alta de 94% sobre o valor que a ação mantinha no encerramento do pregão de quinta-feira (13), mas manteve a recomendação de compra.

Os principais riscos para os analistas são o aumento da concorrência e investimentos acima do planejado, o que pressionaria negativamente as margens.

Com informações complementares de InfoMoney.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content