sexta, 28 de janeiro de 2022
[Square Banner - Mobile Topo 2] [300x250] [mobile] - Assessoria Ipê Investimentos 2022
[SpaceNow Desktop] [200x74] [spacenow] - Melhores oportunidades 2022
[SpaceNow Mobile] [150x74] [spacenow] - Melhores oportunidades 2022
Radar Corporativo

Magalu (MGLU3), Natura (NTCO3) e Embraer (EMBR3) caem após resultados do 3T21, puxando queda do Ibov

Confira as principais notícias corporativas do dia

12 novembro 2021 - 11h03Por Investing.com
[Billboard Topo 2] [970x250] [pagina-inicial] - Assessoria Ipê Investimentos 2022

Por Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - Com os balanços trimestrais influenciando os preços nesta manhã, o Ibovespa recuava 0,34%, com 107.229 pontos às 10h36. Magazine Luiza, Natura e Embraer lideravam as quedas, enquanto Americanas, Lojas Americanas (SA:LAME4) e Grupo Soma (SA:SOMA3) se destacavam entre as altas do índice.

Veja as principais notícias corporativas do dia.

Light (SA:LIGT3) - A Light encerrou o terceiro trimestre de 2021 com lucro líquido consolidado de R$ 364 milhões, o que representa um crescimento de 167,6% ante o valor apurado em igual intervalo do ano passado. O Ebitda ajustado somou R$ 413,1 milhões, com queda de 29,6% ante o 3T20.

[04] [Square Detalhe Notícia] [300x250] [geral] Melhores investimentos 2022

As ações sobem 0,32%, a R$ 12,48.

Lojas Renner (SA:LREN3) - A Lojas Renner reportou um lucro líquido de R$ 172 milhões no terceiro trimestre de 2021. O número reverte o prejuízo de R$ 82,9 milhões do mesmo período de 2020. O Ebitda foi de R$ 435,1 milhões, alta de 507% na comparação com o resultado de 12 meses atrás.

Os ativos caem 0,77%, a R$ 33,67.

Unipar (SA:UNIP3) - O lucro líquido da Unipar chegou a R$ 788,1 milhões no terceiro trimestre deste ano, avanço de 404% na comparação com o mesmo período do ano passado. O Ebitda atingiu R$ 1,02 bilhão no trimestre, alta de 223,7% em relação ao mesmo período de 2020.

O presidente da Unipar, Mauricio Russomano, também afirmou estar buscando um terceiro projeto para autoprodução de energia por fontes renováveis, que deve fazer com que a empresa química produza 70% do que consome até 2023.

Os papéis disparam 4,56%, a R$ 91,84.

Eztec (SA:EZTC3) - A incorporadora paulistana Eztec obteve lucro líquido de R$145,247 milhões no terceiro trimestre de 2021, montante 20,8% maior do que no mesmo período de 2020. O Ebitda foi de R$ 119 milhões, 20,2% maior na mesma base de comparação. A margem Ebitda subiu 5,5 pontos porcentuais, para 40%.

Os ativos se valorizam 0,37%, a R$ 21,77.

C&A (SA:CEAB3) - A C&A registrou lucro líquido de R$ 243,9 milhões no terceiro trimestre de 2021. Com esse resultado, a companhia reverteu prejuízo de R$ 28,2 milhões do 3T20. Já o Ebitda Ajustado ficou negativo em R$ 13,4 milhões no terceiro trimestre de 2021, melhora de 48,7% ante o mesmo intervalo do ano passado.

As ações sobem 1,75%, a R$ 8,12.

Cyrela (SA:CYRE3) - A Cyrela Brazil Realty fechou o terceiro trimestre de 2021 com lucro líquido de R$ R$ 238 milhões, queda de 83,1% em relação ao mesmo período de 2020.

Os ativos avançam 0,12%, a R$ 16,59.

Azul (SA:AZUL4) - A Azul registrou prejuízo líquido de R$ 2,24 bilhões no terceiro trimestre do ano, ampliando as perdas em relação ao mesmo período do ano passado, quando o resultado foi negativo de R$ 1,22 bilhão. O Ebitda alcançou R$ 485,6 milhões no terceiro trimestre e a margem Ebitda foi 17,9%, queda de 6,7 pontos porcentuais na comparação anual.

Os papéis recuam 1,52%, a R$ 28,60.

Petrobras (SA:PETR4) - A Petrobras assinou com a F&M Resources, subsidiária integral da Forbes & Manhattan, um contrato para venda das ações da empresa que deterá a Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), em São Mateus do Sul, no Paraná, por US$ 33 milhões. Deste valor, US$ 3 milhões serão pagos nesta data, a título de caução, e US$ 30 milhões, no fechamento da operação, sujeito a ajustes previstos no contrato, informou a petroleira, em fato relevante.

Além disso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira que houve conversa informal no governo sobre a privatização da Petrobras, citando ideia de as ações da petroleira detidas pelo BNDES irem para um fundo de erradicação da pobreza.

As ações caem 0,76%, a R$ 26,25.

CPFL (SA:CPFE3) - O lucro líquido da CPFL Energia aumentou 6,2% no terceiro trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado, para R$ 1,436 bilhão. O Ebitda foi de R$ 2,596 bilhões, alta de 32,8%, enquanto a receita operacional líquida da empresa avançou 43,8%, a R$ 11,190 bilhões.

Os papéis sobem 1,68%, a R$ 28,51.

Rumo (SA:RAIL3) - A Rumo registrou queda de 70,4% do lucro líquido no terceiro trimestre, para R$ 51 milhões. O Ebitda alcançou R$ 903 milhões no terceiro trimestre, queda de 18,9% na comparação anual.

As ações caem 0,99%, a R$ 17,01.

PagSeguro (NYSE:PAGS) (SA:PAGS34) - A PagSeguro registrou lucro líquido de R$ 321,5 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 22,1% em relação ao mesmo período do ano passado. O Ebitda da empresa foi de R$ 741,5 milhões, alta de 39,8% no comparativo anual.

Sanepar (SA:SAPR11) - A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) reportou um lucro líquido de R$ 267,3 milhões no terceiro trimestre, avanço de 62,4% em relação aos R$ 164,4 milhões reportados no mesmo período do ano passado. O Ebitda chegou a R$ 592,1 milhões, avanço de 51%.

Os papéis avançam 1,87, R$ 20,11.

B3 (SA:B3SA3) - A B3 reportou lucro líquido atribuído a acionistas de R$ 1,17 bilhão no terceiro trimestre, alta de 3,4% frente ao 3T20. O lucro líquido recorrente atingiu R$ 1,3 bilhão, aumento de 13%.

As ações se valorizam 0,68%, a R$ 13,24.

ArcelorMittal (NYSE:MT) (SA:ARMT34)- A ArcelorMittal acaba de anunciar um investimento de R$ 4,3 bilhões em sua operação brasileira até 2024. Os investimentos serão feitos na Usina de Monlevade, na cidade de João Monlevade, e na Mina de Serra Azul, em Itatiaiuçu, ambas em Minas Gerais.

CCR (SA:CCRO3) - A CCR teve um lucro comparável de R$ 180,9 milhões no 3T21, um aumento de cerca de 53% sobre um ano antes. O Ebitda ajustado subiu 21,1%, para R$ 1,61 bilhão e a margem Ebitda evoluiu 3,3 pontos percentuais, a 63,1%.

Os ativos sobem 0,34%, a R$ 11,92.

Energisa (SA:ENGI3) - A Energisa reportou lucro líquido consolidado de R$ 863,9 milhões para o terceiro trimestre de 2021, queda de 6,3% ante igual período do ano anterior.

As ações avançam 1,83%, a R$ 15,61.

Ser Educacional (SA:SEER3) - A Ser Educacional encerrou o 3T21 com lucro líquido ajustado de R$ 7,455 milhões, revertendo prejuízo de R$ 1,301 milhão apurado em igual intervalo do ano passado. O Ebitda ajustado somou 67,956 milhões, com avanço de 24% ante igual etapa de 2020. Sem ajuste, o Ebitda foi de R$ 79,036 milhões, avanço de 47,7% ante um ano.

Os ativos sobem 0,43%, a R$ 11,57.

Sabesp (SA:SBSP3) - A Sabesp reportou lucro de R$ 468,6 milhões no terceiro trimestre, 11,1% a mais do que os ganhos apurados um ano antes. A receita líquida teve alta de 16,1%, chegando a R$ 5,15 bilhões. Já a geração de caixa medida pelo Ebitda ficou em R$ 1,79 bilhão em valores ajustados, 18,2% acima de igual período de 2020.

Os papéis recuam 0,05%, a R$ 36,91.

Raizen (SA:RAIZ4) - A Raizen registrou lucro de R$ 1,07 bilhão no segundo trimestre do exercício 2021/2022 - o equivalente ao terceiro trimestre do ano -, alta de 149% em relação ao mesmo período do ano anterior.

As ações caem 2,50%, R$ 6,63.

Cemig (SA:CMIG4) - A Cemig reportou lucro líquido de R$ 421,05 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 27% em relação ao mesmo período do ano passado. O Ebitda ajustado pela exclusão de itens não recorrentes, aumentou 6,4% em base anual, para R$ 1,468 bilhão, enquanto a margem Ebitda passou de 20,76% para 18,51%, redução de 2,25 p.p..

Os ativos avançam 0,79%, a R$ 14,06.

Natura (SA:NTCO3) - Natura divulgou um lucro líquido de R$ 272,9 milhões no terceiro trimestre, queda de 28,5% sobre o resultado de um ano antes, e um Ebitda de R$ 819,1 milhões. A empresa também anunciou um novo programa de recompra de ações no valor de até R$ 1,5 bilhão e está avaliando trocar sua principal listagem da B3 para a bolsa de Nova York, mantendo BDRs listados no Brasil.

Os papéis recuam 8,77%, a R$ 36,51.

Magazine Luiza (SA:MGLU3) - A Magazine Luiza informou que o seu lucro ajustado de julho a setembro somou R$ 22,6 milhões, quase 90% de queda ante os R$ 215,9 milhões reportados um ano antes. O Ebitda ajustado caiu 37,5% no comparativo anual, a R$ 351 milhões. A margem Ebitda caiu de 6,8% para 4,1%.

As ações despencam 9,67%, a R$ 12,33.

Americanas (SA:AMER3) - A Americanas divulgou um lucro líquido de R$ 240,6 milhões, forte alta ante os R$ 36 milhões do mesmo período de 2020, quando se inclui na conta efeitos tributários na base de cálculo do PIS/Cofins.

Os ativos disparam 9,17%, a R$ 38,58.

Hapvida (SA:HAPV3) - A Hapvida teve lucro líquido de R$ 43,7 milhões de julho a setembro, queda de 82,4% ante um ano antes. No período, a sinistralidade total passou de 60,4% para 72,3%.

Os papéis caem 0,22%, a R$ 13,71.

Alliar (SA:AALR3) - A Alliar apresentou no terceiro trimestre de 2021 uma receita bruta de R$ 321,2 milhões, um crescimento de 15.2% em relação à mesma época do ano passado.

As ações avançam 0,52%, a R$ 13,63.

Embraer (SA:EMBR3) - A Embraer informou que tomou conhecimento de decisão do governo brasileiro de reduzir unilateralmente em 25% o valor de contratos firmados com a companhia e uma de suas subsidiárias, em 2014, envolvendo o fornecimento de 28 aeronaves KC-390.

A empresa também anunciou um acordo com a startup holandesa multiSIM para discutir uma potencial parceria para soluções de treinamento de defesa e de uso civil e militar.

Os ativos caem 4,44%, a R$ 21,97.

Marfrig (SA:MRFG3) - A joint venture da Marfrig, PlantPlus Foods LLC, firmou acordos definitivos para adquirir a Sol Cuisine, por cerca de US$ 140 milhões, dos quais a Marfrig capitalizará aproximadamente US$ 100 milhões, referente à sua participação na joint venture, através de caixa próprio.

Os papéis sobem 1,19%, a R$ 26,46.

Hering (SA:HGTX3) - A Hering registrou prejuízo atribuído aos controladores de R$ 22,6 milhões no terceiro trimestre, revertendo lucro de R$ 155,5 milhões obtido no 3T20.

Renova Energia (SA:RNEW11) - A subsidiária da Cemig, a Cemig GT, vendeu a totalidade das sua participação e créditos da Renova Energia por R$ 60 milhões para o fundo AP Energias Renováveis, da Angra Partners.

As ações sobem 3,87%, a R$ 8,86.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content